Clique e assine a partir de 9,90/mês

Coronavírus: São Paulo irá decretar estado de emergência nesta terça-feira

Medidas incluem suspensão do rodízio de veículos e água sanitária para desinfetar ônibus

Por Mariana Zylberkan - Atualizado em 16 mar 2020, 19h47 - Publicado em 16 mar 2020, 17h24

Em razão do coronavírus, o prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), vai decretar estado de emergência na capital paulista a partir desta terça-feira, 17, quando será publicado um decreto no Diário Oficial do Município. A medida foi decidida em uma reunião de secretários na manhã desta segunda-feira, 16, após a cidade ter registrado a chamada transmissão comunitária da doença, quando não há mais como as autoridades sanitárias rastrearem a origem da contaminação. O Estado de São Paulo concentra o maior número de casos confirmados: são 136 de um total de 200 em todos país.

Sem emitir nenhum comunicado oficial, o prefeito listou as medidas a serem tomadas em entrevista ao vivo para o apresentador José Luiz Datena durante o programa Brasil Urgente, da TV Bandeirantes. Entre as medidas está a suspensão do rodízio de veículos e o uso de água sanitária para desinfetar os ônibus do transporte público que circulam pela cidade. Foi anunciado também a viabilização de 490 novos leitos de UTI na rede pública .

Covas disse ainda que irá morar temporariamente na sede da Prefeitura de São Paulo para não ter que se deslocar durante a epidemia de coronavírus. Servidores municipais também vão ser orientados a trabalhar de casa caso façam parte do grupo de risco, como idosos, grávidas, lactantes e portadores de doenças imunodepressoras.

Serão cancelados eventos organizados pela prefeitura, assim como os centros culturais vão ficar fechados por tempo indeterminado. Nos velórios, serão permitidas até dez pessoas nas salas.

Continua após a publicidade

As aulas das redes municipal e estadual estão sendo suspensas gradualmente. A suspensão total ocorrerá a partir do dia 23, por período indeterminado. A recomendação vale também para escolas da rede privada.

Publicidade