Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Continuam buscas por menino levado pela enxurrada

Por Da Redação - 3 jan 2012, 18h24

Por Tatiana Fávaro

Campinas – Abalada, a cozinheira Maria Queiroz, mãe do menino de 5 anos que foi levado pela correnteza de um córrego durante chuva na tarde do último domingo, 1º, em Campinas, interior de São Paulo, ajudou as equipes do Corpo de Bombeiros no segundo dia consecutivo de buscas pelo garoto.

Até o início da noite de hoje, a criança não havia sido encontrada. Três equipes procuram pelo garoto desde domingo, a pé, de bote e de helicóptero, nesta terça. Não foi determinado dia para encerramento dos trabalhos. “Meu coração está despedaçado. Eu acredito que ele esteja em algum hospital ou casa de alguém”, disse a mulher de 43 anos que entrou no córrego nesta segunda e terça-feira para procurar pelo filho.

Maria estava em uma chácara quando decidiu voltar com o filho para casa, no mesmo bairro, o Jardim Santo Antônio. Era por volta de 14 horas e chovia, segundo relato da mãe. Ao atravessar o córrego a caminho de sua residência, o nível da água subiu. Os moradores do local dizem que o córrego costuma permanecer raso.

Publicidade

“Ele estava no meu colo, mas a água subiu e fiquei sem chão. Fiquei boiando e me apoiei num mato, mas a correnteza levou nós dois”, disse a mãe. Ela conta que ao perceber que o filho tinha sido levado pela água, conseguiu chegar até a margem do córrego, sair e gritar por socorro. Maria ficou com um ferimento na perna e está sob efeito de calmantes. “Não durmo, quero meu filho”, disse.

Publicidade