Clique e assine com 88% de desconto

Confira os principais destaques do segundo turno

Por Da Redação - 26 out 2008, 16h03

-Acompanhado do prefeito de São Paulo e candidato, Gilberto Kassab (DEM), na votação deste domingo, o governador José Serra (PSDB) previu que a eleição teria “o melhor resultado”. “Meu voto é Kassab”, disse Serra a jornalistas ao chegar em um ônibus ao Colégio Santa Cruz, na zona oeste da capital, junto com o prefeito e correligionários da campanha, que tem o apoio do PSDB. Apesar de otimista, o governador evitou adiantar o desfecho da eleição municipal deste domingo.

O candidato do PV à prefeitura do Rio de Janeiro, Fernando Gabeira, demonstrou otimismo após votar na manhã deste domingo e afirmou que está confiante de que vai vencer a eleição – que disputa com o peemedebista Eduardo Paes. Para ele, a vitória será apertada, não terá uma grande margem de votos. Com bom humor, o candidato garantiu aos jornalistas que ganhará “por um nariz”. Gabeira disse ainda que está preocupado com a possibilidade de fraude. Ele suspeita de que alguns mesários foram pagos para votar no seu adversário, perto do horário de fechamento das urnas, no lugar de eleitores faltantes.

– O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Carlos Ayres Britto, disse neste domingo que a disputa eleitoral no Brasil está judicializada. Segundo Britto, ao final das eleições municipais, a Justiça Eleitoral julgará 6 000 processos de impugnação de candidaturas – o dobro do verificado no pleito de 2004. Para o presidente do TSE, o aumento das disputas judiciais nas eleições é sinal de que as pessoas “confiam na Justiça Eleitoral”. De acordo com o ministro, os casos serão julgados até as diplomações dos candidatos, que serão marcadas pelos tribunais regionais eleitorais até o dia 18 de dezembro.

Cerca de 90 000 panfletos, 35.000 deles ilegais, foram apreendidos no comitê do candidato à prefeitura do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PMDB), neste domingo. Segundo o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Rio, os panfletos ilegais mostravam imagens do adversário de Paes, Fernando Gabeira (PV), ao lado do atual prefeito César Maia (DEM). Os papéis, que estavam escondidos nos fundos de um comitê em Madureira, zona norte do Rio, foram encontrados após uma denúncia anônima. Também na manhã deste domingo, o TRE apreendeu 5 000 panfletos e bandeiras com propaganda de Paes.

Publicidade

– O governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), afirmou neste domingo que “não é Deus” para conseguir eleger o candidato à prefeitura de Belo Horizonte Márcio Lacerda (PSB), apoiado pelo tucano e também pelo prefeito de BH, o petista Fernando Pimentel. Aécio fez a afirmação ao ser questionado por jornalistas a respeito das críticas que recebeu pelo fato de Lacerda não ter conseguido se eleger já no primeiro turno.

– A candidata do PT à prefeitura de Porto Alegre, Maria do Rosário, entrou neste domingo com uma representação de última hora contra a candidatura de seu adversário José Fogaça, do PMDB. Enquanto os eleitores se encaminhavam às urnas da cidade, a campanha da petista foi à Justiça para acusar o peemedebista por uso da máquina pública com fins eleitorais. Segundo a denúncia, ele distribuiu bônus moradia aos eleitores da capital.

Publicidade