Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Comida estragada leva donos de motéis à prisão no Rio

Policiais apreenderam, no total, 152 quilos de comida fora da validade. Entre os produtos recolhidos há carne, frango, porco e frutos do mar

A Polícia Civil prendeu, nesta quinta-feira, os responsávies por dois motéis no Rio de Janeiro por venderem comida fora do prazo de validade. No total, 12 policiais da Delegacia do Consumidor (Decon), com o apoio de 16 fiscais do Procon-RJ, visitaram quatro estabelecimentos nas zonas Sul e Norte da cidade. Os dois que apresentaram irregularidades foram o Panda, em Botafogo, e o Gallant, na Praça da Bandeira.

No Panda, onde a hospedagem mais barata é de 169 reais, foram apreendidos 52 quilos de mercadoria fora do prazo ou sem a data de validade. No Gallant, o total de produtos chegou a 100 quilos. Entre os produtos recolhidos com irregularidades há carne, frango e porco. “Encontramos frutos do mar acondicionados em plástico dentro da geladeira. Retiramos uma lagosta e ela estava em decomposição”, afirmou o inspetor Eduardo Ataíde, da Decon, que coordenou a operação.

Policiais foram aos quatro endereços depois de receberem denúncias de que havia irregularidades nas cozinhas. O gerente do Panda e um dos sócios do Gallant foram presos e terão de pagar 3.000 reais de fiança cada.