Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Comandante da PM não descarta envolvimento de policiais na morte de Juan

Os quatro que participaram da operação na favela Danon ficarão afastados também dos quarteis até o fim das investigações

O comandante geral da Polícia Militar, Mário Sérgio Duarte, afirmou, nesta quarta-feira que nenhuma hipótese está descartada na investigação do assassinato do menino Juan. Se for confirmada a participação de policiais na morte e no desaparecimento do corpo do menino, eles serão expulsos da corporação.. “O que nos choca é um menino de 11 anos covardemente assassinado, com o corpo escondido e a família apavorada. O desaparecimento é pior do que o homicídio”, disse Duarte.

O comandante informou que os quatro policiais militares que participaram da operação na favela Danon ficarão afastados de qualquer operação até o fim das investigações. Eles já haviam sido retirados do serviço de rua, e nesta quarta-feira foram afastados também dos quarteis.

Em relação à quantidade de autos de resistência – operações que resultam em morte de bandidos – que consta na ficha de dois dos policiais, Duarte disse que é preciso ter cautela. Ele lembrou que por muitos anos a política estadual de segurança estimulava os confrontos armados.

“Hoje a política é de redução da letalidade, e temos incentivos compatíveis com este momento de pacificação do Rio de Janeiro’, disse.