Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Com apoio do Passe Livre, sem teto fazem protesto esvaziado na periferia de São Paulo

Manifestação, que reúne apenas 500 pessoas, marca mudança de abordagem do movimento

Por Da Redação 25 jun 2013, 09h21

Com o apoio do Movimento Passe Livre, grupos de esquerda e entidades que reúnem sem-teto realizam na manhã desta terça-feira três protestos paralelos na periferia de São Paulo. Por volta de 9h, sob chuva, as manifestações combinadas haviam reunido cerca de 500 pessoas no Capão Redondo e no Campo Limpo, na Zona Sul, e em Guaianases, na Zona Leste. Por volta de 11h, uma das manifestações seguiu para avenida João Dias e bloqueou uma ponte. A Polícia Militar acompanhou a movimentação. A ponte foi liberada por volta de 11h30.

Os três atos ocorrem após os episódios de hostilidade que envolveram partidos políticos na última grande manifestação organizada em São Paulo, na quinta-feira. Na ocasião, bandeiras de partidos foram arrancadas de militantes e algumas foram queimadas. Depois dos incidentes, o Passe Livre, que vinha organizando todos os grandes protestos na capital, anunciou que iria suspender sua participação nos atos por temer que o movimento fosse “sequestrado por grupos conservadores”.

No entanto, no mesmo dia o grupo voltou atrás. Só que desta vez resolveu mudar a abordagem e passou a apoiar protestos como os desta terça-feira, que deslocam o eixo para a periferia e contam com grupos como o Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST) e o Periferia Ativa. A bandeira do tarifa zero continua a mesma, mas a inclusão dos outros grupos nesta terça-feira trouxe para a pauta temas como o fim da militarização das polícias e o controle de aluguéis.

“Nosso objetivo é fazer a periferia ser ouvida. Temos pautas mais conectadas com os direitos sociais dos trabalhadores, como o combate à violência policial”, disse o coordenador nacional do MTST, Guilherme Boulos. No final da manhã, os representantes devem ser recebidos pelo governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), no Palácio dos Bandeirantes.

(Atualizado às 11h38)

Continua após a publicidade
Publicidade