Clique e assine a partir de 9,90/mês

Clima seco deixa São Paulo em estado de alerta

Umidade relativa do ar chegou a 16% nesta tarde na região de Congonhas. No sábado, cidade registrou o dia mais quente do inverno, com 29,9º C

Por Da Redação - 2 Sep 2012, 18h10

A Defesa Civil de São Paulo decretou na tarde deste domingo estado de alerta em toda a capital paulista por causa da baixa umidade do ar. Segundo o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), o índice chegou a 16% em alguns pontos da cidade, como na região do Aeroporto de Congonhas, na zona sul.

Além do clima seco, a capital vive dias de muito calor. Nesta tarde, as estações meteorológicas do CGE registraram 31º C no Butantã, na zona oeste, e 29º C na Sé, na região central. Nesses locais, a unidade relativa do ar varia de 19% a 21%. O índice mínimo recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) é de 60%.

Massa de ar – Neste sábado, São Paulo registrou a tarde mais quente deste inverno, com os termômetros marcando 29,9º C. Desde abril não fazia tanto calor na cidade, de acordo com o CGE. A temperatura foi registrada pelo Instituto Nacional de Meteorologia na estação do Mirante de Santana, na zona norte. Até então, a marca mais alta registrada nesta época era de 28,3º C. O calor fora de época é causado por uma massa de ar quente sobre a região.

A Defesa Civil recomenda aos paulistanos que não pratiquem exercícios ao ar livre, bebam muito líquido e deem atenção especial às crianças e idosos. O tempo seco ajuda a concentrar a poluição, aumenta a incidência de queimadas e a disseminação de doenças por vias respiratórias.

Continua após a publicidade

O tempo deve continuar quente nesta segunda-feira e há uma pequena probabilidade de chuva, isolada, na parte da tarde. A temperatura mínima fica em torno dos 15º C e a máxima, 27 ºC. Na terça, os termômetros devem registrar menor oscilação de temperatura e céu nublado. A máxima não deve passar dos 22º C, segundo o Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos.

Publicidade