Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Chuvas do Carnaval causam queda de árvores e enchente

Feriado teve alagamentos em bairros da periferia e o triste roteiro deste verão: árvores seguem desabando em todos os pontos da cidade

As fortes chuvas deixaram a cidade de São Paulo em estado de alerta no final do feriado de Carnaval. Diversos bairros voltaram a registrar queda de árvores, desmoronamentos de muros e em alguns pontos da periferia há riscos de deslizamentos, segundo a prefeitura paulistana. A previsão é de novos temporais no período da tarde desta quarta-feira.

O principal drama do Carnaval voltou a ser a queda de árvores, que assola a cidade neste verão causando a interdição de vias e danos à rede elétrica – muitos pontos da capital paulista sofrem com a falta de luz decorrente dos temporais. Mais de 1.700 árvores desabaram desde o início do ano. Ontem, foram registradas novas ocorrências nos bairros da Vila Mariana (Zona Sul), do Aricanduva (Zona Leste) e na Sé (Centro).

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) informou que 49 semáforos apresentaram problemas durante o feriado.

Enchentes – Nesta terça-feira, o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) manteve o estado de alerta para enchentes até as 20h. Hoje, a subprefeitura de São Miguel Paulista, na Zona Leste, segue sob vigilância – o rio Tietê transbordou e atingiu residências na região. Há alertas também para deslizamentos nos bairros de Parelheiros, no extremo sul, e Casa Verde e Freguesia do Ó, ambas no lado oeste.

Na região do Sapopemba, na parte leste da cidade, e em Santana, na Zona Norte, muros desabaram nesta terça-feira, mas não houve vítimas.

O CGE informou que é preciso atenção especial nos próximos dias, pois o solo está encharcado, o que mantém alto o potencial para alagamentos, transbordamentos de rios e córregos, além de deslizamentos nas áreas de risco.

(Com Agência Brasil)

Leia também:

Chuva faz Rio Tietê transbordar na Zona Leste de São Paulo

Cantareira tem maior alta desde o início da crise