Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Chuva forte volta a São Paulo. E os alagamentos, também

Temporal alcançou a região do Sistema Cantareira, que atravessa pior estiagem da história. Circulação de trens foi afetada em Franco da Rocha

Após o outubro mais seco dos últimos vinte anos, um temporal atingiu nesta segunda-feira a Região Metropolitana de São Paulo, provocando diversos pontos de alagamento que interromperam o tráfego em vias importantes e paralisaram a circulação de trens. Segundo meteorologistas do Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) da prefeitura de São Paulo, a chuva começou por volta das 14 horas em Guarulhos e na região dos reservatórios do Sistema Cantareira. Em seguida, deslocou-se para as cidades de Caieiras, Franco da Rocha, Cajamar, Francisco Morato, e alcançou as Zonas Norte e Oeste da capital.

No início da noite, a Rodovia Anhanguera foi parcialmente bloqueada por causa de um alagamento, na altura do quilômetro 36. A água também invadiu os trilhos da Linha Rubi da CPTM, que se movimenta com velocidade reduzida. O trecho entre as estações Franco da Rocha e Baltazar Fideliz foi interditado e o Paese (Plano de Emergência) foi acionado. Mais cedo, o CGE divulgou alertas de inundações em bairros da Zona Norte e apontou para a chance de queda de granizo.

A assessoria da Defesa Civil do Estado de São Paulo confirmou os pontos de alagamento na região, mas afirmou que a situação no momento está sob controle e que não foi informada sobre desabrigados ou pessoas ilhadas. A previsão é de que volte a chover na Grande São Paulo nos próximos dias.

Leia também:

Apesar das chuvas, volume no Cantareira cai a 11,9%