Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Chuva causa alagamentos e deixa São Paulo em estado de atenção

Alerta foi emitido às 15h40 e alagamentos podem ocorrer nas zonas oeste, sudeste, norte, centro e nas marginais

A forte chuva que atinge São Paulo na tarde desta terça-feira provocou alagamentos e deixou a cidade em estado de atenção. Segundo nota do Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), há alertas para alagamento nas zonas oeste, sudeste, norte, centro, além das marginais Tietê e Pinheiros. 

Chuvas formadas pelo calor e a atuação de uma frente fria no litoral paulista, continuam atuando com forte intensidade no extremo da Zona Leste, e na Zona Oeste, nos bairros de Barra Funda, Lapa, Vila Sônia e Butantã”, diz o comunicado. A previsão é que o tempo permaneça instável na cidade, com chuvas atuando em outros bairros e possibilidade de formação de novos pontos de alagamentos. 

Segundo a Companhia de Engenharia e Tráfego (CET), estão interditadas a Avenida 23 de maio, no sentido aeroporto; a região próxima ao viaduto Euclides Figueiredo; a Avenida Rebouças, em ambos os sentidos; a Avenida Brasil, com interdição total; a Rua Antonio Munhoz Bonilha, ambos os sentidos; as proximidades da Avenida Nossa Senhora do Ó; a Avenida Francisco Matarazzo, ambos os sentidos; a Avenida Pompeia, com interdição total; a Avenida Ruben Berta, ambos os sentidos, a Avenida Onze de Junho, com interdição total; e a região do túnel Papa João Paulo II, bloqueado preventivamente no sentido aeroporto.

Segundo o site da CET, às 17h40, a cidade tinha 89 km de congestionamento.

Transporte público

Segundo a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), alagamentos interromperam a circulação de trens da Linha 8-Diamante, entre as Estações Palmeiras-Barra Funda e Lapa. A operação foi normalizada às 17h05.

As Linhas 9-Esmeralda e 11-Coral operam com velocidade reduzida. No Metrô, a Linha 3-Vermelha, a mais movimentada do sistema, também está com lentidão em função da chuva e dos alagamentos.