Clique e assine a partir de 9,90/mês

Chineses criticam decoração luxuosa de farmacêutica estatal

Por Da Redação - 14 set 2011, 17h14

Uma empresa farmacêutica estatal vem despertando reações indignadas na China, por ter decorado com magnificência suas dependências, que chegou a cobrir de ouro, segundo denúncias divulgadas na internet.

Alguns viram na filial do grupo Harbin Pharmaceutical, uma cópia da Galeria de Espelhos do castelo de Versalhes; outros, um conjunto moderno muito exagerado e kitsch, com uma profusão de espelhos, dourados e panéis de mármore, além de lustres de cristal.

Li Xiaomeng, uma jornalista famosa da televisão chinesa, denunciou em seu blog o desperdício aparente.

“Dizem que as empresas estatais pertencem à população, neste caso, a população deveria saber como estão gastando seu dinheiro”, escreveu ela.

Continua após a publicidade

Um outro internauta disse, de forma irônica, em outro blog: “agora compreendo porque os medicamentos custam tão caro!”.

O jornal Beijing Business Today citou um porta-voz anônimo da empresa em causa, que confirmou a autenticidade das fotos, mas afirmou que representavam um museu de arte situado no prédio da empresa, num local separado dos escritórios.

Nenhum dirigente quis responder aos telefonemas da AFP para falar sobre o assunto.

Publicidade