Clique e assine com 88% de desconto

CET muda trânsito em SP para início da Parada Gay

Por Da Redação - 10 jun 2012, 13h11

Por Guilherme Waltenberg

São Paulo – Milhares de pessoas aguardam na Avenida Paulista o início da 16.ª Parada do Orgulho LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais). O evento, previsto para começar às 12 horas, já está atrasado em mais de uma hora. Os bloqueios de trânsito organizados pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) foram montados às 10 horas, horário também do início da concentração dos participantes e da coletiva de imprensa realizada pelos organizadores no Teatro Raul Cortez, localizado no edifício da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (Fecomercio-SP).

No sentido Consolação, o primeiro trecho fechado ao trânsito na Avenida Paulista fica entre as ruas Teixeira da Silva e Augusta. Na direção do Paraíso, a interdição foi feita entre a Rua Padre João Manuel e a Avenida Brigadeiro Luís Antônio. O bloqueio se estenderia também a vias do centro, como as Avenidas Ipiranga e São João.

O tema desta edição da parada é “Homofobia Tem Cura: Educação e Criminalização”. O desfile terá 14 trios elétricos saindo do trecho em frente ao Museu de Arte de São Paulo (Masp), passando pela Rua da Consolação e indo até a Praça Roosevelt, onde ocorrerá a dispersão, por volta das 18 horas.

Publicidade

Participaram da entrevista coletiva a senadora Marta Suplicy (PT-SP), o prefeito Gilberto Kassab (PSD-SP), a deputada estadual Leci Brandão (PC do B) e o deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ), coordenador no Congresso da Frente Parlamentar Mista pela Cidadania LGBT.

Publicidade