Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Catalunha e pesquisa sobre Lula e Temer nas manchetes do dia

Segundo Datafolha, maioria da população brasileira quer prisão de Lula e investigação sobre Temer

Referendo na Catalunha e pesquisa Datafolha sobre Lula e o presidente Michel Temer estão nas manchetes dos principais jornais do país nesta segunda-feira. Com violenta repressão policial, eleição na Espanha tem 90% dos votos a favor da separação, mas presidente catalão se diz ‘aberto ao diálogo’ e à mediação da União EuropeiaSegundo Datafolha, 89% das pessoas defendem prisão de Lula e denúncia contra Temer.

O Globo
Catalunha desafia Madri e vota pela independência
Sob forte repressão da polícia enviada pelo governo central, 2,2 milhões de catalães foram às urnas e deram 90% dos votos pela independência da Catalunha. Apesar da violência, o presidente do governo da Espanha, Mariano Rajoy, disse que fez “o que tinha que ser feito”. O presidente catalão, Carles Puigdemont, disse que entregará os resultados da votação ao Parlamento catalão para que se inicie a separação, mas afirmou estar aberto ao diálogo.

Dirigente da Rio-2016 se reuniu com ‘Rei Arthur’
Braço direito de Carlos Nuzman na campanha do Rio aos Jogos de 2016, Leonardo Gryner disse ao Ministério Público Federal que se encontrou com o empresário Arthur Soares, o “Rei Arthur”, em Paris, em 2009, a um mês da escolha da cidade-sede. O MPF acusa Soares de comprar o voto de ao menos um integrante do COI.

Folha de S.Paulo
Maioria no país quer Lula preso e Temer processado
Os fatos já revelados pela Lava Jato são suficientes para que Lula seja preso, na opinião de 54% da população, segundo o Datafolha. O apoio à prisão do ex-presidente cresce nos grupos dos mais ricos (76%) e instruídos (69%). A pesquisa revela também que 89% defendem a continuidade das investigações contra Michel Temer (PMDB), acusado pela PGR de obstruir a Justiça e integrar organização criminosa.

O Estado de S.Paulo
Sindicatos driblam fim de imposto e criam novas taxas
Antes mesmo de a reforma trabalhista entrar em vigor, em 11 de novembro, sindicatos ligados às principais centrais do País já tentam driblar a nova legislação, que extinguiu a contribuição sindical obrigatória – o imposto sindical. Estão sendo aprovadas em assembleias a manutenção da cobrança do imposto ou a criação de uma nova taxa, chamada de assistencial ou negocial.

Valor Econômico
Tucuruí pode influir na privatização da Eletrobras
A usina de Tucuruí (PA), com 8.370 megawatts de capacidade instalada, tornou-se peça-chave para definir os valores envolvidos na privatização da Eletrobras e quanto o Tesouro poderá arrecadar com a operação.

Jornal do Commercio
Última semana para a reforma política
Após várias tentativas de votação, debate se arrasta no Congresso e talvez nenhuma mudança seja aprovada para as eleições de 2018. Financiamento de fundo público é um dos pontos polêmicos.