Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

‘Caso Dandara’: polícia prende 5º suspeito por morte de travesti

Ao todo, três adolescentes e dois adultos (um fez parte do espancamento e outro, responsável pelas filmagens) foram detidos pela Polícia Civil do Ceará

A Polícia Civil do Ceará prendeu, na tarde desta terça-feira, um quinto suspeito de participar do assassinato da travesti Dandara dos Santos, de 42 anos, em Fortaleza, no Ceará. Ao todo, foram detidos, na ação em conjunto com a Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA), três adolescentes e dois adultos.

Os menores têm idades entre dezesseis e dezessete anos. Dos dois adultos, um fez parte do espancamento a Dandara, enquanto o outro foi o responsável pelas filmagens. As cenas da agressão coletiva, que contou com socos, chutes, chineladas, pauladas e pedradas, foram divulgadas na sexta-feira na internet.

O fato gerou grande comoção nas redes sociais. O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), solicitou ao secretário de Segurança Pública, André Costa, que estivesse diretamente ligado às investigações. De acordo com o delegado Bruno Bianchi, do 32º DP, mais envolvidos já tiveram mandados de prisão emitidos e serão procurados pela polícia  – ele não informou, no entanto, o número exato de investigados.

Filmagem

Na filmagem, Dandara aparece ensanguentada e com as roupas rasgadas. Ao mesmo tempo em que seus algozes a espancam, dizem palavras ofensivas contra ela e a mandam subir em um carrinho de mão. “Suba, suba! Não vai subir, não?”, gritam três jovens enquanto a vítima, sentada no chão, mal consegue se mover por conta das agressões físicas.

Um dos agressores tira do pé o chinelo e bate na cabeça dela a ofendendo com mais xingamentos. Mais chutes e tapas são dados. Dandara, mesmo sangrando e sem forças, tenta em vão subir no carrinho. “A mundiça tá de calcinha e tudo”, ironiza um dos jovens. Outro aparece com um pedaço de madeira e bate repetidas vezes na travesti. Por fim, eles a colocam no carrinho e o vídeo termina com ela sendo levada pela rua.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Que morra na cadeia esse vagabundo e que façam dele uma “mocinha” todas as noites.

    Curtir

  2. Rogério Ruminski

    Miséria moral, bestialidade. Que tipo de educação essas pessoas tiveram, que valores lhes foram passados. Pais de adolescentes também deveriam pagar pelos crimes que eles cometem. Essa falta de valores básicos e de respeito à Vida e ao outro trouxeram de casa. Trata-se de educação primária e não depende de nenhuma escola.

    Curtir

  3. Cristiano Machado Oliva

    O mais chocante do video foi a “covardia” dessa gente espancando e torturando uma pessoa que ja estava totalmente indefesa e vulneravel! Uma selvageria comparada a maldade do estado islamico!

    Curtir

  4. Damastor Dagobé

    e o dilema das maria do rosário, ninguém vê? não se pode punir “menor excluído”…mas homofobia é inadmissível…que fazer???

    Curtir