Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Carro invade ensaio da Portela, mata um e fere 38

Motorista se assustou ao ver patrulha da PM e furou o bloqueio, atropelando pessoas que aguardam início do último ensaio de rua da azul e branco de Madureira. Em seguida, uma granada foi lançada na área da concentração

Por Da Redação 13 fev 2012, 08h50

Uma pessoa morreu e pelo menos 38 ficaram feridas em Madureira, no subúrbio do Rio de Janeiro, em um atropelamento seguido de explosão no último ensaio de rua da escola de samba Portela, no início da noite deste domingo, informa a Secretaria Estadual de Saúde.

Segundo informações do jornal O Globo, a tragédia ocorreu por volta de 18h30, na Estrada do Portela, quando um carro furou o bloqueio de trânsito da CET-Rio para que a escola pudesse ensaiar. A dona de casa Maria Helena dos Santos, de 64 anos, chegou a ser socorrida pelos bombeiros, mas não resistiu e morreu no local. Há uma pessoa internada em estado grave.

De acordo com a Polícia Militar, o carro, de cor branca, era, provavelmente, roubado. Testemunhas contaram que o motorista se assustou ao ver uma patrulha da PM e furou o bloqueio, atropelando várias pessoas que aguardavam o início do ensaio técnico. Em seguida, uma granada foi lançada na área da concentração.

Os feridos foram levados para os hospitais Souza Aguiar, Getúlio Vargas, Albert Schweitzer e Carlos Chagas. A PM fez um cerco em comunidades da região para prender o autor do atropelamento, sem sucesso. O caso foi registrado na 29ª DP (Madureira).

Solidariedade – Em nota, a Portela se solidarizou com as famílias das vítimas do atropelamento e da explosão:

“A Portela, através do seu presidente Nilo Mendes Figueiredo, se solidariza com todas as famílias das vítimas do atropelamento e da explosão do artefato, no bairro de Madureira, na noite do último domingo. A agremiação lamenta o fato ocorrido e reitera a confiança nas autoridades competentes do “estado de direito” para que o episódio seja esclarecido. A presidência da Escola de Samba Portela vai acompanhar de perto as investigações sobre o caso.”

O prefeito Eduardo Paes comentou a tragédia em seu perfil no Twitter. “Manifesto aqui minha solidariedade e carinho com aquela gente boa da minha Portela. Estamos torcendo pela pronta recuperacão de todos”, disse Paes.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês