Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Carne Fraca: BC bloqueia R$ 2 milhões de 46 investigados

Contas bloqueadas tinham valores que iam de centavos a até mais de 500.000 reais

O Banco Central bloqueou cerca de 2 milhões de reais de contas de 46 investigados na Operação Carne Fraca, deflagrada na sexta-feira  pela Polícia Federal. A Justiça Federal determinou que o Banco Central fizesse o bloqueio de até 1 bilhão de reais de cada uma das contas.

Veja também

As contas bloqueadas tinham valores que iam de centavos a até mais de 500.000 reais. O valor de bloqueio de 1 bilhão de reais era o teto estipulado pela Justiça, não significando a identificação desse valor durante as investigações.

A Operação desarticulou uma organização criminosa liderada por fiscais agropecuários que emitiam certifaicados sanitários sem fiscalização em troca de propina. Ao todo, cerca de 30 empresas fornecedoras de grandes frigoríficos estão sendo investigadas. Além disso, 33 fiscais federais também estão sob investigação.

Ainda segundo a PF, os frigoríficos envolvidos no esquema criminoso “maquiavam” carnes vencidas com ácido ascórbico e as reembalavam para conseguir vendê-las. A carne imprópria para consumo era destinada tanto ao mercado interno quanto à exportação.

Governo

Neste sábado, o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi, defendeu o sistema de inspeção agropecuária brasileiro e disse que a fiscalização é “forte, robusta e séria”. Segundo ele, o ministério está tomando todas as providências sobre as denúncias levantadas pela operação, mas não há motivos para a população ter receio de consumir carne.

“O que aconteceu foi desvio de alguns servidores, de algumas empresas, nós temos que discutir como foi que isso aconteceu. Mas eu posso garantir com toda tranquilidade: eu não deixarei de consumir e recomendo que você também não deixe porque não há risco nenhum”, afirmou. Em nota, a pasta afirma que o “Serviço de Inspeção Federal brasileiro é considerado um dos mais eficientes e rigorosos do mundo”.

(Com Agência Brasil)

 

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. joao batista de assis pereira

    CENTRAL GLOBO DE OPORTUNISMO.

    Observamos o sistema Globo de Produção acompanhar a onda de evasivas denuncias, via Jornal Nacional e Fantástico de fatos que são patrocinados por empresariados americanos e australianos para detonar empresas brasileiras, verdadeiras multinacionais brasileiras exportadoras de agronegócios que comercializaram e industrializam proteína animal e são lideres nesse seguimento em escala global, unicamente pelo fato dessas empresas não investirem na mídia global na forma compatível com sua arrecadação. Há bastante tempo, não observamos propaganda da Friboi nos intervalos das novelas globais nem nos enfadonhos programas diários ENCONTROS da cansativa e patética Fátima Bernardes, nem do “Bem estar” apresentado pelos jornalistas Mariana Ferrão e Fernando Rocha. Da mesma forma, o sistema Global atacou a Petrobras em passado recente, na época de prosperidade na Estatal, fase imediatamente anterior ao petrolão que preferia investir na mídia externa (Fórmula Um) em detrimento a mídia local, por não depender desse seguimento, por motivos políticos ideológicos e por deter, na prática, o monopólio do seguimento de comercialização de combustível, petróleo e gás no Brasil, apesar do FHC ter quebrado o monopólio nesse seguimento, mas, na pratica, a Petrobras ainda continua monopolizando esse seguimento. ESSE É O BRASIL DOS ESPERTALHÕES.

    Curtir

  2. Barbara Moreira

    Mas eu posso garantir com toda tranquilidade: eu não deixarei de consumir e recomendo que você também não deixe porque não há risco nenhum”. Até parece que ele come carne nacional. Eu já não comia carne vermelha, agora que nem quero ver na minha frente.

    Curtir