Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Carandiru: após suspensão, júri será retomado nesta 5ª

Quatro dos 26 PMs réus pelo massacre de detentos devem ser interrogados

Após a suspensão da sessão desta quarta-feira porque um jurado passou mal, o Tribunal do Júri retomará nesta quinta o julgamento de 26 policiais militares que respondem pela morte de 15 presos no massacre do antigo presídio do Carandiru, em 1992. Segundo o Tribunal de Justiça, a previsão é que quatro dos 26 réus sejam interrogados pela defesa e pela acusação nesta fase.

Todos os reús eram membros da Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar, a Rota. No massacre do Carandiru, eles foram responsáveis por retomar o controle do primeiro andar do pavilhão nove da antiga Casa de Detenção. No andar, morreram quinze presos após uma rebelião. Outros 53 PMs ainda respondem pelas 96 mortes que ocorreram nos outros andares do pavilhão – e devem ser julgados ainda neste ano. No total, 111 presos morreram na ação da PM, segundo dados oficiais.

Até agora, os jurados já ouviram todas as testemunhas de defesa e de acusação e já conheceram as peças do processo. O julgamento estava previsto para terminar na sexta-feira, mas, com o atraso causado pela suspensão da sessão de quarta, o prazo deve mudar.