Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Cantareira tem nova alta e volume chega a 11,6%

Fortes chuvas que atingiram São Paulo neste sábado ajudaram o sistema a registrar sua segunda alta consecutiva, informa a Sabesp

As fortes chuvas que atingiram São Paulo neste sábado ajudaram o sistema Cantareira a registrar sua segunda alta consecutiva após a estabilidade verificada na última sexta-feira, de acordo com informações da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp). O nível de armazenamento do manancial passou de 11,4% no sábado para 11,6% neste domingo.

Há um ano, conforme a Sabesp, o indicador estava em 16,6%. O cálculo atual considera duas cotas de volume morto, de 182,5 bilhões de litros e 105 bilhões, adicionadas no ano passado. Com as chuvas, o sistema Cantareira encerrou fevereiro com a maior entrada de água nas represas em quase dois anos.

Desde março de 2013, o manancial que abastece mais de 8 milhões de pessoas na Grande São Paulo não registrava volume tão favorável, com 36,4 mil litros por segundo, vazão três vezes maior do que em janeiro passado e fevereiro de 2014, que foi de 8,5 mil litros por segundo. O governo, porém, deve esperar o fim do próximo mês para definir se decreta ou não o rodízio oficial.

Leia mais:

Cantareira sobe pelo 20º dia seguido e alcança 10,8%

Cantareira sobe a 10,7% e recupera 2ª cota do volume morto

Os demais mananciais também apresentaram alta de ontem para hoje, segundo a Sabesp. O maior crescimento, conforme a Companhia de Saneamento, foi visto no sistema Rio Grande (Billings), que atende 1,6 milhão de pessoas em São Bernardo do Campo, Diadema e Santo André. O nível do manancial subiu 2,6 pontos porcentuais, passando de 82,8% ontem para 85,4% hoje. Há um ano, estava em 94,5%.

Outro sistema que apresentou elevação mais forte no nível de armazenamento de sábado para domingo foi o Rio Claro, que passou de 35,9% para 38,2%, com incremento de 2,3 pontos. O Alto Tietê, que serve 3,1 milhões de pessoas, avançou de 18,3% para 18,6%.

Ainda segundo a Sabesp, o nível de armazenamento do sistema Guarapiranga, que atende 3,8 milhões de pessoas nas zonas Sul e Sudoeste de São Paulo, teve aumento de 1,5 ponto porcentual, para 61,8%. Já o indicador do Alto Cotia subiu 0,9 ponto, atingindo 40,7% neste domingo.

(Com Estadão Conteúdo)