Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Cantareira sobe pelo 20º dia seguido e alcança 10,8%

Outros 4 mananciais também marcaram alta. Crise hídrica faz Secretaria da Saúde e Sabesp formularem cartilha de economia de água para hospitais

O Sistema Cantareira subiu nesta quarta-feira 0,1 ponto porcentual, alcançando 10,8% de sua capacidade, segundo dados da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp). Esse é o vigésimo dia consecutivo em que o manancial registra elevação no volume armazenado. Na terça-feira voltou a chover na região: a pluviometria ficou em 11,3 milímetros, ante zero no dia anterior.

Já o sistema Guarapiranga chegou a 58,7%, o que representa 0,3 ponto porcentual a mais na sua capacidade. Rio Grande e Rio Claro também subiram nas últimas 24 horas, marcando 83,4% e 35,5%, alta de 0,3 e 0,1 ponto porcentual, respectivamente. O Alto Tietê permaneceu com o volume de 18,3% – e não marca alterações desde segunda-feira.

Cartilha de economia de água – Por causa da crise hídrica, os hospitais estaduais serão orientados pela Secretaria da Saúde e pela Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) a adotar medidas de economia de água, incluindo o uso de enxovais descartáveis e o aconselhamento de profissionais para que substituam, em alguns casos, a lavagem de mãos pelo uso de álcool gel. As medidas estão em cartilha elaborada sob avaliação do governo do Estado.

“Se a mão estiver suja, tem de lavar com água e sabão. Mas, se a mão estiver limpa após o médico examinar um doente, ele pode usar o álcool gel, antes de examinar outro paciente”, disse o secretário da Saúde David Uip, que afirma que a ideia teve o apoio da Associação Paulista de Infectologia. Os hospitais também serão orientados a usar talheres e copos descartáveis e a reduzir a lavagem de áreas, como estacionamentos.

(Com Estadão Conteúdo)