Clique e assine a partir de 8,90/mês

Motorista refém é libertado após duas horas de negociação no Rio

Um suspeito de 19 anos foi preso na ação do Bope. PM chegou a perseguir os bandidos que trocaram tiros com os agentes

Por Da redação - Atualizado em 7 ago 2017, 11h09 - Publicado em 7 ago 2017, 10h55

O motorista de um caminhão de carga foi libertado após ser mantido como refém durante duas horas na Avenida Brasil, uma das mais importantes do Rio de Janeiro, na noite deste domingo. Ele foi resgatado sem ferimentos após intensas negociações entre um criminoso de 19 anos e o Batalhão de Operações Especiais (Bope) da Polícia Militar.

O suspeito foi preso no local e levado ao Hospital Albert Schweizer, na região de Realengo, Zona Oeste do Rio, pois estava com um ferimento de tiro na perna. Ele havia assaltado o motorista e, com uma arma apontada para a sua cabeça, obrigava-o a continuar dirigindo. O caminhão era seguido por quatro assaltantes armados em um carro.

Uma testemunha avisou a PM sobre o assalto e os agentes passaram a perseguir o caminhão e o carro. Houve troca de tiros. A PM montou um cerco e parou o caminhão com tiros no pneu, enquanto os bandidos que estavam no automóvel conseguiram fugir. Antes de se entregar, o suspeito resolveu negociar os termos da sua rendição fazendo o motorista de refém.

A Av. Brasil chegou a ficar interditada nos dois sentidos por causa da ocorrência. Alguns motoristas subiram nos canteiros e voltaram na contramão para desviar do bloqueio.

Segundo informações da PM, com o criminoso foram apreendidos uma pistola Glock G22 calibre.40, um bloqueador de sinal GPS, dois carregadores, uma faca e um celular. A ocorrência foi registrada na Central de Garantias da corporação.

Continua após a publicidade
Publicidade