Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Calor bate recorde no RJ e põe SP em alerta

Termômetros registraram 42 graus Celsius no Rio de Janeiro, e 35,9 graus em São Paulo; na capital paulista, clima seco e calor provocaram incêndios

Por Da Redação 13 out 2014, 19h22

A cidade de São Paulo registrou 35,9 graus Celsius nesta segunda-feira, a quarta temperatura mais alta do ano, segundo o Climatempo. Já os dados do Centro de Gerenciamento de Emergência (CGE), da prefeitura de São Paulo, mostraram temperaturas ainda maiores: na Zona Norte da cidade o termômetro chegou a 37,8 graus Celsius, no bairro de Tremembé, e a 37,7 graus, na Zona Leste, no bairro da Penha. O calor levou o CGE a decretar estado de alerta por causa da baixa umidade do ar. Segundo o órgão, por volta das 11 horas, o índice atingiu 24%.

Os termômetros na capital paulista só tiveram marcas acima dos 35 graus em fevereiro, quando foi registrada a temperatura mais alta do ano: 36,4 graus, no dia 7 daquele mês. “Está ocorrendo uma combinação parecida com o que aconteceu no verão: vários dias sem frentes frias, que causa um aquecimento acima da média para a estação”, diz Marcelo Schneider, meteorologista do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

Segundo Daniela Lima, meteorologista do Climatempo, o clima ficará mais ameno a partir de terça. “O calorão vai diminuir, pois teremos uma frente fria passando amanhã. Há previsão de pancadas isoladas na capital, mas só teremos chuvas significativas depois do dia 20.”

As altas temperaturas provocaram queimadas em diversos pontos da cidade, segundo o telejornal da TV Globo, SPTV. O Corpo de Bombeiros apagou incêndios na Serra da Cantareira, em canteiro na marginal Pinheiros e em Itapecirica da Serra.

Rio de Janeiro – O Rio de Janeiro registrou nesta segunda-feira a mais alta temperatura do ano no Brasil. De acordo com o Sistema Alerta Rio, da prefeitura, os termômetros marcaram 42 graus, às 13 horas. Outro ponto onde a temperatura foi elevada, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) e o Climatempo, foi a Vila Militar. Lá os termômetros marcaram 41,6 graus. Até hoje a temperatura mais alta do ano tinha sido no dia 10 de fevereiro, quando a máxima ficou 41,4 graus.

Continua após a publicidade

Segundo o meteorologista Marcelo Pinheiro, do Climatempo, a Região Sudeste está sob influência de uma massa de ar seco, e ela bloqueia as frentes frias no sul do país. Além disso, conforme explicou, houve a intensificação dos ventos que levaram ar quente do interior do estado para a capital. “Com a intensificação do ar quente, a temperatura disparou com rápida elevação. Hoje a gente teve um dia muito quente com umidade baixa. O índice ficou abaixo de 20% durante a tarde”, esclareceu.

Leia também:

Ano de 2014 teve o mês de junho mais quente já registrado

Por que o calor bateu recordes nas regiões Sul e Sudeste

(Com Estadão Conteúdo e Agência Brasil)

Continua após a publicidade

Publicidade