Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Calor aumenta em 30% o consumo de água no PR

Por Equipe AE

São Paulo (AE) – O excesso de calor provocou aumento de 30% no consumo de água em todo o Estado do Paraná, informou a Companhia de Saneamento do Paraná, Sanepar. O problema é agravado pela falta de chuva, que afeta o volume de água tratada.

Segundo a empresa, há falta de água ocasional nas regiões altas de algumas cidades. Com isso, muitos clientes tentam entrar em contato com a empresa pelo telefone 115, sobrecarregando as linhas. No domingo (5), a empresa recebeu 51 mil chamadas. A média nesse dia da semana é de 2 mil ligações.

Calor

Em Cascavel, a média histórica da temperatura máxima para o mês de fevereiro é de 28,6 graus. No domingo, os termômetros marcaram 37ºC. O reflexo no consumo de água foi imediato, com aumento de 25%. Em Londrina, onde a temperatura chegou a 34ºC, a alta no consumo chegou perto dos 30%.

Em Toledo, a população consumiu 29% a mais de água tratada no domingo e, em Foz do Iguaçu, onde a temperatura subiu para 33ºC, o consumo de água tratada aumentou 10,5%.

Em Curitiba e Região Metropolitana, o aumento no consumo de água nos últimos dias foi de 10% em relação à média. Segundo o Instituto Simepar, a média histórica de temperatura na região durante esta época do ano é de 26 graus. Na sexta-feira (3), a temperatura chegou a 34,6 graus em Curitiba, a maior registrada nos últimos seis anos.

Devido ao elevado consumo e às obras executadas pela Sanepar na Estação de Tratamento de Água Iguaçu, moradores dos bairros mais altos de Curitiba e também de Pinhais e Piraquara tiveram problemas de abastecimento, principalmente em imóveis que não têm caixa de água.

Técnicos da companhia acompanham a evolução do consumo dia e noite, fazendo remanejamentos que permitam reduzir as consequências do aumento no consumo e queda na produção de água.

Para amenizar os impactos do pico de consumo em Curitiba e Região Metropolitana, a Sanepar está usando toda a capacidade instalada nos sistemas Miringuava, Iguaçu, Iraí e Passaúna. Os quatro funcionam de forma integrada.