Clique e assine com até 92% de desconto

Caça a Pokémons termina em morte no AM

Trio teve celulares roubados enquanto jogava Pokémon Go e decidiu procurar pelos ladrões em uma festa. Mulher morreu vítima de bala perdida

Por Da redação Atualizado em 8 ago 2016, 22h25 - Publicado em 8 ago 2016, 19h04

Uma caçada a Pokémons terminou em morte neste final de semana em Manaus. Uma policial militar, um agente das Forças Armadas e um estudante foram presos por suspeita de envolvimento no assassinato de Maria Raimunda Ferreira Pereira, de 47 anos, atingida por dois tiros durante uma festa no bairro Mauazinho. O trio foi solto nesta segunda, por ordem do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM).

De acordo com as investigações, os suspeitos tiveram os celulares roubados enquanto jogavam Pokémon Go. Decidiram, então, buscar os responsáveis na festa em que Maria estava. Ao chegar no local, dispararam três tiros contra os presentes. Os três foram presos na madrugada deste sábado e prestaram depoimento no 9º Distrito Integrado de Polícia. O crime foi registrado como homicídio doloso e homicídio qualificado tentado. O TJ decidiu soltá-los porque os envolvidos não respondem a outras ações ou inquéritos policiais, possuem residência fixa e emprego.

LEIA TAMBÉM:
Assaltantes ‘caçam’ celulares de jogadores de Pokémon Go
Pokémon Go começa a funcionar no Brasil

Os suspeitos alegaram à Justiça que tiveram os celulares roubados enquanto jogavam Pokémon Go por dois rapazes. Segundo o TJ-AM, “as medidas cautelares poderão ser revistas pelo juízo competente, em caso de mudança da situação pessoal dos suspeitos durante o curso do inquérito policial e da ação penal”.

Continua após a publicidade
Publicidade