Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Bueiro explode em Botafogo e deixa um ferido

Homem de 26 anos teve o ombro deslocado e ferimento em uma das mãos

O Rio teve, na manhã desta segunda-feira, mais um episódio da assustadora sequência de explosões de bueiros. O estouro, desta vez, foi na Rua Camuirano, esquina com a Rua Voluntários da Pátria, em Botafogo, na zona sul da cidade. O incidente aconteceu por volta das 8h30 e deixou uma pessoa ferida. Rodrigo dos Santos Ribeiro, de 26 anos, estava parado perto do bueiro quando houve a explosão.

Segundo os bombeiros do quartel do Humaitá, que prestaram o socorro à vítima, ele teve o ombro deslocado e uma lesão na mão. Rodrigo foi levado para o hospital municipal Miguel Couto, na Gávea, também zona sul.

Aos militares, Rodrigo disse que ficou desorientado após o acidente. Quando foi atendido pelo Corpo de Bombeiros, ele estava bastante assustado. A tampa do bueiro se partiu em vários pedaços, e a moto que estava estacionada próxima do local ficou avariada. As vidraças de duas lojas de calçados e da portaria de um prédio ficaram quebradas. A força da explosão fica comprovada pelos estilhaços encontrados nas janelas do primeiro andar do edifício.

A área está isolada para que sejam realizados os trabalhos de perícia do Instituto de Criminalística Carlos Éboli. Em nota, a Light informa ter enviado técnicos ao local. A concessionária também afirmou que o deslocamento da tampa de uma caixa subterrânea era da empresa e de uma concessionária de telefonia. A Light se comprometeu em prestar assistência a pessoa que ficou ferida.

A equipe da concessionária adotará providências relacionadas aos danos materiais do comerciante e do dono da moto afetada pela explosão, enquanto aguarda a conclusão do laudo que indicará as causas do ocorrido. O fornecimento de energia elétrica está interrompido para o prédio número 153, que fica perto do bueiro. Nele, será instalado um gerador.

No dia 5 deste mês, a Light aceitou a contraproposta da redação do Termo de Ajustamento de Conduta apresentada por promotores de Justiça de Defesa do Consumidor, e se comprometeu em pagar 100.000 reais por cada explosão de bueiro que cause morte, lesão corporal leve, grave ou gravíssima, ou dano ao patrimônio público ou privado.

O caso mais grave decorrente da explosão de um bueiro aconteceu em junho do ano passado, em Copacabana. Um casal de turistas americanos foi gravemente ferido. Sara Nicole Lowry, de 28 anos, teve 80% do corpo queimado e ficou cerca de dois meses hospitalizada. O marido dela, David McLaugheim, teve queimaduras em 35% do corpo. No mesmo bairro, já em 2011, outra explosão fez a tampa do bueiro atingir um táxi. Uma cratera abriu-se na via e causou pânico entre os pedestres e motoristas.

LEIA TAMBÉM:

LEIA TAMBÉM:

Crea: Curto pode ter causado explosão em Bueiro em Botafogo