Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Bombeiros retificam para seis número de mortos em desabamento

Sessenta homens trabalham no local em busca de vítimas soterradas; 22 foram socorridos com ferimentos, sendo sete em estado grave

Uma obra na Avenida Mateo Bei, em São Mateus, na Zona Leste de São Paulo, desabou na manhã desta terça-feira e deixou, pelo menos, seis mortos, segundo informações do Corpo de Bombeiros. A coordenação do resgate chegou a divulgar que eram sete mortes, mas o número foi corrigido.

Segundo a GloboNews, o desencontro de informações se deve ao fato de um operário ter sido localizado sem se mover nem se comunicar debaixo dos escombros, mas a confirmação da morte viria apenas depois do resgate alcançar a vítima para confirmar seu estado. O porta-voz da corporação, capitão Marcos Palumbo, informou que outras 22 pessoas foram socorridas com ferimentos – sete em estado grave – e encaminhados para hospitais da região.

Ainda há pessoas soterradas e a quantidade de escombros dificulta o resgate. “Temos uma situação que pode piorar com novos desabamentos”, explicou Palumbo.

Na hora do desabamento, por volta das 8h30 desta manhã, cerca de 35 pessoas trabalhavam no local. Vinte e três viaturas, dois helicópteros e cães farejadores da Polícia Militar ajudam no resgate.

Desabamento na Zona Leste

A construção, tinha cerca de 400 metros quadrados e dois pavimentos. A obra estaria sendo executada há aproximadamente três meses e abrigaria uma loja do Magazine Torra Torra. Em nota, a rede de lojas afirmou que não é dona do imóvel nem responsável pela obra. Havia um contrato de locação do prédio e a obra, segundo a nota, era realizada pelo proprietário – que não teve o nome divulgado pela rede.

Os bombeiros trabalham com a hipótese de uma falha na execução da obra ter causado o desabamento, porém, ressaltam que as causas ainda serão apuradas.

Antes da obra, segundo vizinhos, funcionava no local um posto de gasolina. Entretanto, não há nenhuma confirmação de que esse fato possa ter causado o desabamento.

Celular – Uma das vítimas, de 24 anos, fez contato com o resgate pelo celular. Ela afirmou que estava com as pernas presas e ajudou os bombeiros na localização. Houve certa dificuldade de chegar até a vítima pela quantidade de escombros, mas o operário acabou resgatado com consciente e levado para um hospital da região com ferimentos nas pernas.

Familiares dos trabalhadores da obra começam a chegar ao local do desabamento em brusca de notícias sobre as vítimas. Segundo o SPTV, da Rede Globo, pelo menos dois feridos mais graves foram levados pelo helicóptero Águia da Polícia Militar para hospitais de referência.

Às 9h, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) bloqueou a avenida Mateo Bei nos dois sentidos, mas não há registro de congestionamento na região. Na avenida passam 24 linhas de ônibus, sendo duas delas no modelo trólebus – que serão substituídos por ônibus a diesel. Os desvios de trânsito estão sendo feitos pelas ruas laterais.

Inicialmente, quatro imóveis ao redor da área do desabamento foram interditados e desocupados. A Defesa Civil está no local avaliando o impacto do desmoronamento nas construções do entorno.

A Subprefeitura de São Mateus apura quem são os responsáveis pela obra e se ela estava regular.

(Atualizado às 12h20)