Clique e assine a partir de 9,90/mês

Bombeiros buscam 45 desaparecidos após chuvas na Baixada Santista

Temporal deixou pelo menos treze mortos; acumulado de chuvas em doze horas chegou a 282 mm no Guarujá e a 218 mm em Santos

Por André Siqueira - Atualizado em 3 mar 2020, 15h35 - Publicado em 3 mar 2020, 15h30

O Corpo de Bombeiros busca 45 pessoas desaparecidas após os deslizamentos de terra na Baixada Santista, no litoral de São Paulo. A região foi atingida por um forte temporal na madrugada desta terça-feira, 3, que deixou pelo menos treze pessoas mortas.

O acumulado de chuvas em um período de doze horas foi de 282 mm no Guarujá, 218 mm em Santos, 170 mm em Praia Grande, 169 mm em São Vicente, 160 mm em Mongaguá, 132 mm em Cubatão e 110 mm em Itanhaém e Bertioga. As mortes aconteceram nas cidades de Santos, Guarujá e São Vicente.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, 31 viaturas e 113 homens da corporação estão realizando buscas por desaparecidos. Um vídeo divulgado nas redes sociais da corporação mostra uma equipe procurando sobreviventes em um terreno encharcado que corre o risco de novos deslizamentos.

Os bombeiros realizam as buscas em oito locais diferentes onde houve deslizamentos: quatro em Santos, dois em São Vicente e dois no Guarujá.

Entre as vítimas estão dois bombeiros que trabalhavam em um resgate no Morro do Macaco, no Guarujá, e foram soterrados. Os dois trabalhavam no socorro de uma criança quando foram atingidos por um deslizamento. A criança e a mãe também morreram.

Publicidade