Clique e assine a partir de 9,90/mês

Bento XVI anuncia lema da Jornada prevista para o RJ

Por Da Redação - 24 ago 2011, 18h16

Por José Maria Mayrink

São Paulo – O papa Bento XVI anunciou hoje, durante a audiência geral das quartas-feiras, em sua residência de verão de Castelgandolfo, na região do Lácio, província de Roma, o lema da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) de 2013, no Rio de Janeiro. Tirado do texto de São Mateus, o lema será “Ide e fazei discípulos todos os povos”, um apelo à evangelização que vem a calhar com a diminuição do número de católicos no Brasil, particularmente entre os jovens, conforme resultados de pesquisa divulgada ontem pelo jornal O Estado de S. Paulo.

“Alegrai-vos sempre no Senhor”, conselho do apóstolo São Paulo aos filipenses, será o lema das Jornadas Diocesanas (celebradas entre as JMJ) do próximo ano, como Bento XVI também adiantou. O papa dedicou a audiência a um balanço da JMJ realizada em Madri, de 16 a 21 de agosto. Ele disse que o encontro do qual participaram dois milhões de jovens de todos os continentes, conforme afirmou, foi uma magnífica manifestação de fé para a Espanha e para o mundo.

Para Bento XVI a JMJ foi uma ocasião especial para refletir, dialogar, trocar experiências positivas e, principalmente, rezar em conjunto e renovar o empenho de radicar a vida em Cristo. “Agradeço a Deus por esse dom precioso que dá esperança para o futuro da Igreja”, disse o papa, ao pedir aos jovens que continuem firmes na fé. Dirigindo-se aos peregrinos de língua portuguesa, Bento XVI insistiu na fidelidade ao Evangelho. “Sede generosos ao dar um testemunho de vida cristã, especialmente em vista da próxima Jornada no Rio de Janeiro”, pediu. O evento está previsto para a semana de 23 a 28 de julho de 2013.

Continua após a publicidade

Os preparativos para a 28ª JMJ começarão no próximo mês, com a chegada a São Paulo, em 18 de setembro, da cruz e da efígie da Virgem Maria ao aeroporto Campo de Marte, de onde serão levadas em caminhão do Corpo de Bombeiros para a Catedral da Sé. Presente dado aos jovens pelo papa João Paulo II em 1984, dois anos antes da realização da primeira JMJ, em Roma, a cruz, de 3,5 metros de altura, permanecerá na Arquidiocese de São Paulo até o fim de outubro, quando iniciará uma peregrinação pelas 270 dioceses do País.

Publicidade