Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Bélgica em greve geral no dia 30, junto com cúpula europeia

Os três grandes sindicatos belgas anunciaram nesta terça-feira uma greve geral para 30 de janeiro, em protesto contra a política de austeridade do governo e da União Europeia (UE), no mesmo dia em que será celebrada uma cúpula regional.

“Um dia de greve geral, em 30 de janeiro, se faz necessário para convencer o governo e os funcionários para que levem completamente em conta a realidade social dos trabalhadores e daqueles que receberem subvenções sociais”, anunciaram, em um comunicado comum, os sindicatos socialista FGTB, cristão CSC e liberal CGSLB.

Estes sindicatos já tinham ameaçado com uma greve geral para este dia.

Uma greve de serviços públicos contra os planos de austeridade já paralisou a Bélgica em 22 de dezembro. Nenhum trem circulou este dia em toda a rede ferroviária, inclusive Eurostar e Thalys, que ligam Bruxelas a Londres, Paris e Amsterdã.

A greve de 30 de janeiro afetaria todos os setores, tanto públicos quanto privados.

Diante da ameaça de greve, há várias semanas as autoridades europeias planejavam adiantar a data da cúpula para 29 de janeiro.

O presidente da UE, Herman Van Rompuy, decidiu finalmente mantê-la para o dia 30.

A cúpula “informal” provavelmente abordará os temas do emprego e do crescimento, ofuscados pela resolução da crise da dívida e assuntos urgentes como o projeto de tratado europeu para reforçar a disciplina orçamentária.

A cúpula poderá, ainda, abordar a situação na Grécia e o tema da proteção financeira da zona do euro, necessária para evitar o contágio da crise da dívida.