Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Baleia morta de 30 toneladas encalha na Praia de Ipanema

Segundo o Inea, animal está em estado avançado de decomposição após ficar dez dias morto em alto mar antes de ser carregado até a praia

Por Estadão Conteúdo Atualizado em 16 nov 2017, 10h23 - Publicado em 15 nov 2017, 14h53

A carcaça de uma baleia surpreendeu banhistas na manhã desta quarta-feira na praia de Ipanema, na zona sul do Rio de Janeiro. O animal, com mais de trinta toneladas e entre treze e quinze metros de comprimento, foi avistado já morto próximo à faixa de areia, na altura do posto 8, por volta das 8h da manhã, por bombeiros que atuam na região.

Uma equipe do Corpo de Bombeiros se dirigiu ao local para evitar acidentes decorrentes da aproximação de curiosos. Foram acionados ainda técnicos do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama), do Instituto Estadual do Ambiente (Inea) e do Laboratório de Oceanografia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj). Agentes da Comlurb e da Guarda Municipal também aguardam uma definição sobre a remoção da carcaça do animal.

Segundo o Inea, o animal era um macho em estado avançado de decomposição, por ter ficado cerca de dez dias morto em alto mar antes de ter a carcaça carregada pela correnteza até a praia.

O corpo da baleia pode ser removido pelo mar e levado até o porto do Rio, onde a Comlurb atuaria para ajudar no transporte dos restos mortais em terra firme. A carcaça ainda deve ser analisada em laboratório para determinar as causas da morte do animal.

Continua após a publicidade

Publicidade