Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Auditor investigado diz que Kassab ‘sabia de tudo’

Em conversa interceptada pelo Ministério Público, Ronilson Bezerra Rodrigues reclama porque seu nome foi publicado no 'Diário Oficial' como investigado

Por Da Redação 7 nov 2013, 21h37

O auditor fiscal Ronilson Bezerra Rodrigues, preso sob acusação de integrar o esquema que desviou 500 milhões de reais da prefeitura de São Paulo, afirmou, em conversa gravada em setembro com autorização da Justiça, que o ex-prefeito Gilberto Kassab (PSD) e o ex-secretário de Finanças, Mauro Ricardo Costa, “tinham ciência de tudo”. O diálogo foi divulgado na noite desta quinta-feira pelo Jornal Nacional, da Rede Globo.

“É um absurdo, Paula. Tinha de chamar o secretário e o prefeito também, você não acha? Chama o secretário e o prefeito com quem eu trabalhei. Eles tinham ciência de tudo”, afirma Rodrigues, em conversa com Paula Sayuri Nagamati, ex-chefe de gabinete de Mauro Ricardo. No telefonema, Rodrigues demonstra irritação após seu nome ser publicado no Diário Oficial do município como investigado pela prefeitura.

Kassab e Mauro Ricardo repudiaram a afirmação de Rodrigues, ex-subsecretário de Receita Municipal. “Essa atitude tem objetivo escuso exclusivamente para atingir minha imagem e honra”, disse Kassab, em nota. O ex-prefeito e o ex-secretário de Finanças também reafirmaram que a investigação preliminar do esquema de propina começou em setembro de 2012 e só não foi concluída porque a gestão terminou.

Paula foi exonerada do cargo de supervisora técnica na Secretaria de Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social. Ela afirmou, em depoimento ao Ministério Público, que o secretário de Governo, Antonio Donato (PT), recebeu dinheiro para campanha eleitoral, segundo o jornal O Estado de S. Paulo. Haddad chegou a dizer que Paula “faz parte da quadrilha”, mas os promotores afirmam que, por enquanto, ela é “apenas testemunha”.

Esquema – O Jornal Nacional também revelou uma gravação feita pelo fiscal Luis Alexandre de Magalhães durante um encontro entre ele, Rodrigues e mais um acusado, o ex-diretor da Divisão de Cadastro de Imóveis, Carlos Augusto di Lallo Leite do Amaral. A conversa foi gravada no apartamento de Magalhães e é considerada uma das principais provas colhidas pelo Ministério Público Estadual sobre o esquema de propina. “Eu não vou ser bode expiatório. Eu levo a secretaria inteira, vai todo mundo comigo. Eu te dei muito dinheiro”, disse o fiscal, irritado com Rodrigues. “Você sabe porque me deu muito dinheiro? Porque eu te deixei lá”, respondeu Rodrigues.

Continua após a publicidade

Leia a íntegra da nota divulgada pela assessoria de Kassab:

As afirmações do servidor público concursado são falsas, como a própria imprensa já comprovou ser inverídico o conteúdo de gravação anterior na qual o mesmo funcionário público atribuía ao ex-prefeito Gilberto Kassab a propriedade de um escritório suspeito de ser usado para a prática de irregularidades. O ex-prefeito de São Paulo repudia as tentativas sórdidas de envolver o seu nome em suspeita de irregularidades que pesem contra funcionários públicos municipais admitidos há anos por concurso, cujo objetivo escuso é única e exclusivamente atingir a sua imagem e honra. A investigação preliminar foi iniciada pela gestão Gilberto Kassab, por meio da Corregedoria-Geral do Município a partir de denúncia anônima em setembro de 2012. Não foi concluída porque a gestão terminou, mas foi transferida para nova administração municipal. O ex-prefeito Gilberto Kassab reitera a sua confiança no Ministério Público, a quem cabe fazer a apuração dos fatos com isenção e, comprovada a responsabilidade, pedir a punição dos responsáveis.

Leia também:

Haddad afasta do cargo sócio da mulher de Jilmar Tatto

Auditor investigado é sócio da mulher de Jilmar Tatto

Em ligação, suspeito de fraude diz usar escritório de Kassab

MP investiga o enriquecimento ilícito de 40 fiscais de SP

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês