Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Audiência reúne Nardoni, Cravinhos, Gil Rugai, Mizael e outros assassinos

Grupo participou de uma audiência que contesta informações e direitos de imagens de um livro escrito e publicado por um ex-prefeito, também detento

Uma audiência na tarde desta quarta-feira, 26, reuniu um grupo de criminosos famosos no Brasil inteiro, em São José dos Campos (SP).

Alexandre Nardoni, Cristian Cravinhos, Gil Rugai, Lindenberg Alves, Mizael Bispo de Souza e Guilherme Longo, condenados por crimes de bastante repercussão no país e todos presos na penitenciária de Tremembé, no Vale do Paraíba paulista, deixaram o presídio para participar de uma audiência contra o também detento Acir Filló, ex-prefeito de Ferraz de Vasconcelos (SP), autor do livro “Diário de Tremembé – O Presídio dos Famosos”

A obra, cuja venda começou no último dia 1º em plataformas na internet, por 59,90 reais, foi submetida para averiguação. A juíza Sueli Zeraik abriu um procedimento interno na Vara de Execuções Criminais (VEC) para apurar possíveis irregularidades.

Os “presos famosos”, cujos supostos relatos e a rotina na penitenciária são revelados na obra, contestam a publicação. Antes, os detentos queriam, segundo a advogada de um deles, prestar queixa na delegacia de Tremembé contra o material.

Um dos problemas é a falta de autorização prévia do uso de imagem, o que pode resultar em um pedido de indenização por danos morais e uso indevido.

Quem é quem

Alexandre Nardoni: condenado a 30 anos e dois meses de prisão pela morte da filha Isabella, em 2008

Cristian Cravinhos: condenado a 38 anos e seis meses pela morte dos pais de Suzane von Richtofen, em 2002

Gil Rugai: condenado a 33 anos e 9 meses pelo assassinato de seu pai, Luiz Carlos Rugai, e sua madrasta, Alessandra de Fátima Troitino, em 2004

Lindenberg Alves Fernandes: condenado a 39 anos pelo cárcere e morte da namorada Eloá Pimentel, em 2008

Mizael Bispo de Souza: condenado a 22 anos e oito meses por matar a advogada Mércia Nakashima, em 2010

Guilherme Longo: preso na Espanha, acusado pela morte do enteado Joaquim, de 3 anos, em 2013