Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Atrasos nos aeroportos caíram quase 40% em 1 ano

Por Da Redação - 3 jan 2012, 19h54

Por Lisandra Paraguassu

Brasília – Os atrasos nos aeroportos brasileiros caíram quase 40% entre dezembro de 2010 e dezembro de 2011, de pouco mais de 20% para 13%. De acordo com o ministro-chefe da Secretaria de Aviação Civil, Wagner Bittencourt, a meta do governo era de manter os atrasos em 15% dos voos. Os cancelamentos também ficaram abaixo da meta de 5%, alcançando 3,5%.

Bittencourt comemorou o resultado. Ao sair de uma reunião de avaliação com a ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, o ministro explicou que o número de voos cresceu 8% em relação a 2010. A estimativa é que o número de passageiros tenha aumentado 13%. “Foi um resultado bastante bom em relação ao ano passado. Apesar de ter aumentado muito o número de voos e passageiros, tivemos uma redução de 35% a 40% nos atrasos. Uma boa demonstração de que funcionou bem o planejamento para o final do ano. Vamos continuar que estamos no caminho certo”, afirmou.

Sobre os atrasos e cancelamentos de ontem, o ministro alegou que o problema foi o excesso de chuva no Rio de Janeiro, que fechou o aeroporto Santos Dumont e teve reflexos no resto da malha aeroportuária. Mas que a segunda-feira foi um dia atípico e o governo “não controla o tempo”. Ainda assim, garantiu, a decisão do governo é, em dias com problemas desse tipo, aumentar o efetivo nos aeroportos afetados para melhorar o atendimento e “dar mais informações e mais conforto aos passageiros”.

Publicidade