Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Assassinos do ex-líder comunitário da Rocinha são identificados

Feijão, como era conhecido, morreu com três tiros na segunda-feira. Ele era acusado de integrar a quadrilha do traficante Nem

Por Da Redação 30 mar 2012, 14h33

A Divisão de Homicídios da Polícia Civil do Rio de Janeiro (DH) identificou Thiago Martins Cafieiro, o FM, e um homem conhecido pelo apelido de Vasquinho como os autores do assassinato do ex-líder comunitário da Rocinha Vanderlan Barros de Oliveira, o Feijão. O crime ocorreu na tarde da última segunda-feira, na favela da Rocinha, na zona sul do Rio de Janeiro. Thiago e Vasquinho têm mandados de prisão expedidos contra eles.

Feijão já havia sido denunciado por lavagem de dinheiro e associação para o tráfico de drogas. Ele ganhou visibilidade na invasão ao Hotel Intercontinental, em São Conrado, no ano de 2010. Na ocasião, ele intermediou a rendição de 10 traficantes que haviam ocupado o hotel. O ex-líder comunitário era acusado de integrar a quadrilha do traficante Antônio Bonfim Lopes, o Nem. Foi ele, inclusive, quem comprou as roupas usadas por Nem quando tentava fugir da Rocinha durante o cerco realizado pela polícia dias antes da ocupação da favela, em 2011.

Vanderlan foi eleito presidente de uma das associações de moradores da Rocinha em uma eleição polêmica. O apoio de Nem foi fundamental para a sua vitória. Na segunda, ele foi atingido por três disparos no rosto. Feijão voltava da casa de uma tia, onde deixou a filha recém-nascida, para que ela conhecesse.

Crimes na Rocinha– A DH pediu a prisão de cinco homens apontados como responsáveis por um quádruplo homicídio na favela. Eles são acusados de terem matado, no último dia 18, Rafael Pacheco de Souza, Leandro Santos Braga, Vitor Fontoura Pereira e Jairo Ramos de Souza.

Zeus Pereira Vasconcelos, o Peteleco, 30 anos, Alberto Luiz Justiniano Deodato,conhecido como Zork, 30, Inácio Castro Silva, o Canelão, 32, Leandro Soares dos Santos, de apelido Carequinha, 31, e André Fernandes de Paulo, o Cupim, 21, tiveram o mandado de prisão expedido pelo Juízo da 3ª Vara Criminal. Leandro Soares dos Santos e André Fernandes de Paulo estão presos. Os outros três criminosos são considerados foragidos da Justiça.

LEIA TAMBÉM:

Ex-líder comunitário é assassinado na Rocinha

Continua após a publicidade

Publicidade