Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Aspirante morre durante treinamento militar em Brasília

Homem de 43 anos se sentiu mal durante exercício e não resistiu; em 2017 ele foi submetido a exame de aptidão física e foi considerado apto

O aspirante a oficial Altair Randal Ponciano, 43, morreu durante atividade de campo do Exército, nesta quinta-feira 27, em Brasília. A morte foi confirmada no dia seguinte pelo Exército Brasileiro.

De acordo com nota do Comando Militar do Planalto, o militar sentiu-se mal durante exercício. Ele foi “prontamente atendido e evacuado pela equipe médica de plantão no local, habilitada em atendimento médico pré-hospitalar”. Ponciano morreu durante o atendimento médico.

O Comando afirma que instaurou um inquérito policial militar para esclarecer os fatos. “Neste momento de consternação e pesar, o Comando Militar do Planalto está prestando todo o apoio psicológico e espiritual aos seus familiares”, diz em nota.

Ponciano foi aprovado em processo seletivo para oficial técnico temporário, realizado no ano passado, e admitido para a área de engenharia civil. Em dezembro, ele foi submetido a exame de aptidão física e foi considerado apto.

Segundo nota, o aspirante a oficial participava de instrução, etapa do estágio de serviço técnico. De acordo com informações disponíveis no site do Exército Brasileiro, esse estágio é destinado a todos os integrantes de categorias profissionais de nível superior de áreas de interesse do Exército.

O estágio é composto de duas fases, a primeira, da qual participava Ponciano, é denominada instrução técnico-militar, com duração de quarenta e cinco dias, e realizada, obrigatoriamente, para adaptar o convocado às normas e aos procedimentos da vida militar.

A segunda fase é destinada à aplicação de conhecimentos técnico-profissionais, realizada nas organizações militares para as quais foram convocados.

(Com Agência Brasil)