Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Arquivo Histórico de SP cria portal na internet

Por AE

São Paulo (AE) – “Tenho a honra de levar ao conhecimento de v. ex. um accidente que hontem deu-se no primeiro plano inclinado da serra, e do qual resultou ficar ferido um empregado da estrada”. Assim começa o relato do engenheiro fiscal Francisco Pereira Passos no alto da página 9 do jornal Correio Paulistano, o primeiro diário publicado em São Paulo, detalhando um acidente na Estrada de Ferro Santos-Jundiaí, em 5 de fevereiro de 1867. O que pode parecer uma informação velha, obsoleta, um fragmento de papel amarelado que já não tem mais uso nenhum, agora faz parte de um gigantesco mosaico que ajuda a entender a metrópole de hoje.

A notícia do acidente é apenas uma entre milhões de reportagens e fotos que estão digitalizadas no novo projeto virtual “Memória de Imprensa”, do Arquivo Público do Estado de São Paulo. Reformulado para facilitar o acesso a jornais e revistas mais importantes dos séculos 19 e 20, o endereço http://www.arquivoestado.sp.gov.br/memoriaimprensa tem dezenas de reproduções de páginas que retratam os costumes e o pensamento da época em que foram escritos. Agora, é possível pesquisar detalhadamente as publicações, escolher períodos ou assuntos específicos, como se fosse um portal de notícias do passado dividido por editorias como política, cultura, esportes e gastronomia.

Trata-se de uma viagem única pela história paulista – de acidentes na estrada de ferro até as competições de “foot-ball” e “cyclismo”, das últimas tendências em chapéus e espartilhos para o verão de 1855 até os postais escritos à mão pelo poeta Olavo Bilac. Entre os títulos digitalizados estão os jornais Farol Paulistano (1829), Correio Paulistano (1867) e Jornal das Senhoras (1952), além das revistas Vida Paulista (1903), Moderna (1898), O Pharol (1908), Palco Ilustrado (1908) e Capital Paulista (1900).

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.