Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Apreendidos três menores por morte de dentista no interior

Crime aconteceu em 27 de maio, em São José dos Campos; bandidos atearam fogo na vítima, que teve 60% do corpo queimado

A Polícia Civil prendeu três adolescentes suspeitos de atear fogo no dentista Alexandre Peçanha Gaddy, de 41 anos, em São José dos Campos, no interior de São Paulo. Duas garotas – uma de 15 e outra de 17 anos – e um jovem, de 17, foram apreendidos na última segunda-feira. A vítima foi assaltada e queimada no dia 27 de maio.

Dois homens, um de 29 anos e outro de 25, já foram detidos pelo crime. Segundo o depoimento do dentista à polícia, o seu consultório foi invadido por duas pessoas encapuzadas na noite do dia 27. Após anunciarem o assalto, a dupla amarrou o dono da clínica numa cadeira e, ao constatarem que ele não tinha dinheiro no caixa, atearam fogo em seu corpo.

Com a vítima em chamas, os assaltantes fugiram do local. A polícia investiga se os adolescentes vigiavam a porta do consultório ou se contribuíram para a fuga dos criminosos.

Apesar dos ferimentos, Gaddy conseguiu se desamarrar do assento e correr para a rua, onde foi socorrido por um pedestre. Ele teve 60% do corpo queimado e acabou morrendo uma semana depois, no Hospital Albert Einstein, na Zona Sul da capital paulista.

Os suspeitos foram encaminhados para a Delegacia de Investigações Gerais (DIG) e apresentados para a Vara da Infância e Juventude, acompanhados de seus pais.