Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Após vexame em protesto, Rui Falcão adia anúncio de candidatura

Presidente nacional da sigla convocou militantes que foram hostilizados nos protestos da semana passada

O presidente nacional do PT, Rui Falcão, decidiu cancelar o lançamento da sua candidatura à reeleição, que ocorreria nesta quinta-feira. Ao mesmo tempo, resolveu ampliar uma reunião da Executiva da sigla, que normalmente só inclui membros da cúpula nacional, para permitir a participação de dirigentes estaduais do partido. O encontro ocorre nesta quinta, em São Paulo. A decisão foi motivada pelas manifestações que ocorreram na semana passada em São Paulo.

Falcão vem sendo fustigado por integrantes do partido, que condenaram a convocação que ele fez à militância petista na semana passada, para que tomasse parte e saísse às ruas nas manifestações do Movimento Passe Livre (MPL). Até então, o PT não vinha tomando parte nos protestos, que, aos poucos foram agregando temas como a corrupção e críticas ao governo Dilma Rousseff.

No dia 20 de junho, após a conclamação de Falcão, em São Paulo, dezenas de petistas compareceram em manifestações. Em São Paulo, um grupo foi fortemente hostilizado até ser finalmente expulso do protesto. Alguns petistas chegaram a ser agredidos. O presidente do PT paulista, Edinho Silva, criticou a direção nacional e disse que a convocação para as ruas havia sido “um erro”.

Desde então, Rui Falcão quase sumiu de cena, não aparecendo mais em público e nem concedeu entrevista coletiva.

(Com Estadão Conteúdo)