Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Após repercussão, governo cancela licitação de Häagen-Dazs

Edital previa a compra de alimentos no valor total de 1,75 milhão de reais para abastecer as viagens aéreas do presidente Michel Temer

No mesmo dia em que o presidente Michel Temer falou em “combater a recessão” em evento em Maceió, veio à tona a notícia de que o Palácio do Planalto abriu uma licitação para comprar alimentos para viagens aéreas do presidente e de sua comitiva. O valor total da contratação foi orçado em 1,748 milhão de reais. Entre os diversos itens listados, chamou a atenção o pedido por 500 unidades de “sorvete tipo premium” Häagen-Dazs, 120 potes de creme de avelã Nutella e 500 quilos de gelo seco.

Os detalhes do pregão não repercutiram bem e o governo correu a cancelá-lo nesta terça-feira. O edital foi formulado pelo Gabinete de Segurança Institucional da Presidência (GSI) e publicado no Diário Oficial da União no dia 19 de dezembro. O primeiro a anunciar o seu cancelamento foi o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, por meio do Twitter. Depois, o governo federal enviou uma nota, dizendo que Temer ficou sabendo da licitação hoje pela imprensa.

“O presidente Michel Temer, ao embarcar de volta de viagem de trabalho a Maceió, tomou conhecimento da notícia sobre licitação para comisária de bordo para o avião presidencial e determinou seu imediato cancelamento. A determinação presidencial é de que também este serviço tenha seu preço reduzido em relação ao que vinha sendo praticado anteriormente. A mesma instrução vale para todas as aeronaves que servem ao Governo Federal”, diz o texto assinado pela Secretaria Especial de Comunicação da Presidência da República (Secom).

As propostas para a compra deveriam ser apresentadas no dia 2 de janeiro e o contrato tinha a duração de um ano.

O edital — agora cancelado — previa a aquisição de 200 unidades de café da manhã para o presidente, o “breakfast PR”, no valor de 96,43 reais . Também havia a opção de 200 unidades de “breakfast quente” por 59 reais cada; e 500 unidades de “breakfast vip” por 70,37 reais.

Em relação aos sorvetes, além dos 500 potes da Häagen-Dazs, há o pedido por 50 Cornetos, 50 picolés Tablitos, 50 Chicabons, 50 Eskibons e 50 Frutillys, além de 300 picolés sem lactose de amora e morango. A lista também inclui 5.000 cápsulas de café “com referência ristretto (ou produto similar com as mesmas dimensões)”, por 18.300 reais; e 1.500 unidades de torta de chocolate orçadas em 96.975 reais.

De acordo com o edital, a avaliação das propostas deveria ser feito pelo critério de “menor preço global do grupo único, devendo a licitante oferecer proposta para todos os itens que o compõem”. O texto previa ainda que o fornecimento de lanches e refeições fosse realizado no Aeroporto Internacional de Brasília, conforme solicitação que pode acontecer “em qualquer dia da semana, podendo ser durante o dia, à noite e mesmo nos finais de semana e feriados”.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Deve ter ficado algum debilóide Petralha escondido no governo Temer pra licitar uma aberração destas.Sorvete, Tortas, pirou???? O povo brasileiro comendo o pão que o diabo Petista amassou e um cara de pau Petralha infiltrado e maluco faz uma lista de guloseimas destas pro avião presidencial. Achem e internem num hospicio, porque o cara é doido de pedra.

    Curtir

  2. Robson La Luna Di Cola

    Em breve, chegaremos à guilhotina! Podem apostar…

    Curtir

  3. Nao e o sorvetinho do presidente que vai mudar alguma coisa. A corrupção rola solta em todos os ministérios e secretarias. Ai esta a grande roubalheira.

    Curtir

  4. Nossa, 1.500 tortas de chocolate por 96.975? Só se for de ouro, que é isso.

    Curtir

  5. Sidnei Santos

    Assim fica fácil fazer a reforma da previdência fud…o a população e os previlegios continuam como marajás.

    Curtir

  6. Antonio Cavalcanti da Matta Ribeiro

    Melhor comprar uisque, vinhos caros e caviar que não costuma, ou ao menos não costumava dar problema. pessoalmente, acho que a vantagem do sorvete é que ninguém vai ficar bêbado mijando nas calças e falando besteira tomando sorvete.

    Curtir

  7. Ataíde Jorge de Oliveira

    PiKöLLé_D_XüXü
    E
    óLLhE_Lá
    Lä_LLäÜ_öH
    PS : áGUA de TiêPTê

    Curtir

  8. O governo pretende suprimir direitos sociais dos trabalhadores, impondo uma absurda reforma da Previdência, e pretendia comprar sorvete importado e nutella. VERGONHA!!!!! FORA, TEMER!!!!

    Curtir

  9. Luis Eduardo Lafraya Hilário

    R$18.300 /5.000 Un de café tipo Ristretto = R$ 3.66
    R$21,90 (no Walmart, e ainda achei caro) 16 Un por caixa = R$ 1,36
    Isso no mercado tendo lucro em cima do produto. Agora queria sabe porque raios essa compra( e estou falando só de um item) tem que ser tão caro sendo vendido pro governo?

    Curtir