Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Após crise, Dilma prestigia Dia do Exército

Por Tânia Monteiro

Brasília – A presidente Dilma Rousseff prestigiou nesta quinta-feira a solenidade do Dia do Exército, ao lado do ministro da Defesa, Celso Amorim, e do comandante do Exército, Enzo Peri. Esta foi a primeira cerimônia militar que a presidente comparece, depois da crise provocada por declarações de militares da reserva contra Dilma e o ministro Amorim.

A presidente fez questão de visitar helicópteros e tanques das Forças Armadas, abertos para visitação, ficou mais de meia hora em companhia dos chefes militares e conversou com o pessoal que participou das quatro operações de resgate das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

Durante a cerimônia, em longa ordem do dia lida pelo próprio comandante do Exército foi pedido aos oficiais da ativa e da reserva que confiem nos comandantes militares. “Confiem na Política de Defesa Nacional e na Estratégia Nacional de Defesa do nosso Brasil; confiem na cadeia de comando – em todos os níveis, sob a autoridade suprema da Presidenta da República; confiem que as manifestações de entendimento das nossas urgências serão traduzidas em atos concretos; confiem na valorização da carreira que escolheram por vocação; confiem nos estímulos que recebem pelo seu profissionalismo; confiem que existe o tempo certo para semear, cultivar e colher!”.

Ele defendeu também o reaparelhamento da Força. “A dissuasão externa, para preservar a soberania e os interesses nacionais, advém da existência de forças modernas, bem equipadas, adestradas e em estado de permanente prontidão, capazes de desencorajar intimidações, agressões e ameaças. Neste caso, o Ministério da Defesa tem se empenhado na consolidação do Plano de Articulação e Equipamento de Defesa, planejamento que permitirá a implantação definitiva dos Projetos Estratégicos do Exército, indutores do nosso necessário processo de transformação”. Em sua mensagem, lida durante o evento, a presidente Dilma destacou os elevados índices da credibilidade militar e a lealdade das Forças Armadas.