Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Após chacina do Jacarezinho, Rio teve 624 ações policiais ‘excepcionais’

As operações estão restritas pelo STF. Intervenção das polícias na Vila Cruzeiro deixou pelo menos 25 mortos e é apontada como uma das mais letais

Por Adriana Cruz 25 Maio 2022, 19h20

Apesar do Supremo Tribunal Federal (STF) ainda restringir operações policiais no Rio de Janeiro a casos ‘excepcionais’, 624 ações no estado já foram comunicadas ao Ministério Público, desde a chacina do Jacarezinho que deixou 28 mortos em 6 de maio do ano passado até o dia 2 deste mês. O levantamento no órgão feito por VEJA aponta quase duas ações por dia. Na terça-feira, 24, intervenção das polícias Militar, Federal e Rodoviária Federal, na Vila Cruzeiro, no Complexo da Penha, Zona Norte, resultou em 25 mortes e é considerada uma das mais letais da história recente da Região Metropolitana. Seis pessoas ficaram feridas, entre elas um perito da Polícia Civil.

Uma das vítimas morta por bala perdida foi a cabeleireira Gabrielle Ferreira da Cunha, de 41 anos, que estava na Chatuba, que fica próxima à Vila Cruzeiro. Segundo a Polícia Militar, Gabrielle foi atingida por um tiro de longo alcance. A localidade onde ela estava não era alvo da ação policial. Em razão da pandemia, em 2020, ministros do STF decidiram restringir as operações. Desde então, já foram informadas ao Ministério Público 1.168 ações policiais em todo o estado.

De acordo com moradores da Vila Cruzeiro, foram 12 horas de confronto. A ação começou às 4h. Sem mandados de prisão, a operação visava coletar dados de inteligência sobre o deslocamento de 50 bandidos da Vila Cruzeiro, entre eles criminosos do de outros estados como o Pará, para a comunidade da Rocinha, na Zona Sul. O Ministério Público Federal e o Ministério Público do estado abriram procedimentos para investigar denúncias de desvios de condutas de agentes de segurança durante a operação.

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)