Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Após caos provocado pela chuva, SP registra 35 km de lentidão no trânsito

Centro de Gerenciamento de Emergência diz que deve voltar a chover na tarde desta sexta-feira; quase 150 semáforos não estão funcionando

A cidade de São Paulo amanheceu com os reflexos da chuva que deixou oitenta pontos de alagamento na quinta-feira. Até as 10h desta sexta-feira, a cidade registrava 35 quilômetros de lentidão, provocados principalmente por 95 semáforos que apagaram durante a chuva e por 54 que permanecem em amarelo intermitente (piscando). Segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), este número pode aumentar conforme a população avise a companhia sobre problemas nos semáforos. Equipes já estão nas ruas para solucionar a questão.

Outro fator que prejudica o trânsito na capital é a queda de vinte árvores – onze delas permanecem caídas desde a chuva.

Segundo o Centro de Gerenciamento de Emergência (CGE) de São Paulo, a previsão é que esta sexta-feira também registre chuva no meio da tarde, mas sem o mesmo potencial da tempestade de quinta-feira.

Leia também:

‘Brasil nunca esteve tão preparado para chuvas’, diz ministro

Chuva – Nesta quinta-feira, quarenta dos oitenta pontos de alagamento da capital ficaram intransitáveis, segundo o CGE. O bairro de Pinheiros, na Zona Oeste, foi o mais afetado, chegando a registrar 100 milímetros de chuva. Foi seguido pela Lapa, com 65,4 milímetros, e pelo Butantã, com 55,3.

Além dos alagamentos nas vias, a chuva provocou o fechamento do aeroporto de Congonhas por uma hora. Parte da sede do São Paulo Futebol Clube, no Morumbi, também ficou submersa. Em Santo André, na região metropolitana, uma ponte foi interditada após o asfalto ceder por causa da força da água.