Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ao menos 168 ônibus de manifestantes chegaram a Curitiba

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), 92 ônibus vieram de outros estados e 76 partiram do interior do Paraná para apoiar o ex-presidente

Ao menos 168 ônibus com manifestantes e apoiadores do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva chegaram a Curitiba, capital do Paraná, até as 14h30 desta quarta-feira – data em que o petista presta seu primeiro depoimento ao juiz federal Sergio Moro, responsável pelos processos da Operação Lava Jato em primeira instância.

Segundo levantamento da Polícia Rodoviária Federal (PRF), 92 ônibus vieram de outros estados – o restante, 76 ônibus, partiu do interior do Paraná para a capital. Apenas um ônibus foi escoltado e retido por falta de autorização da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e aferição vencida do tacógrafo, entre outras irregularidades.

Segundo a nota, cada ônibus transportava em média quarenta passageiros – o que resultaria em 6,7 mil manifestantes que chegaram a Curitiba de ônibus. A PRF destaca que nem todos os ônibus a caminho de Curitiba foram abordados, portanto os números são uma estimativa do total. A Polícia Militar do Estado do Paraná dá apoio à operação da PRF.

Rojões no acampamento do MST

Rojões e fogos de artifício foram disparados na madrugada desta quarta contra o acampamento onde estão concentrados militantes do MST e da CUT que viajaram a Curitiba (PR) para acompanhar o depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao juiz Sergio Moro.

Os fogos atingiram pelo menos uma barraca, que ficou em chamas, e feriram um rapaz, Maicon Diekson Costa Leite, de 30 anos, professor do acampamento Dom Tomás Balduíno, em Quedas do Iguaçu, interior do Paraná. Ele foi levado a um pronto-socorro da capital paranaense, e liberado em seguida.O professor sofreu escoriações leves no braço e no tórax. No início da manhã, Maicon já estava de volta ao acampamento.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Manifestantes?
    É uma corja de vagabundos que deveriam estar trabalhando, mas como são comparsas do vagabundo lulladrão, estão vadiando pela cidade.
    É um bando de ignorantes, gentalha imunda, vermes, que vivem do dinheiro que é roubado do povo tranalhador, do povo que paga os impostos honestamente.

    Curtir

  2. O instituto DataLulla deve compu(tar 6.7 milhões de manifestantes pró-pinguço-ébrio-cachaceiro-ladrão

    Curtir

  3. Paulo Bandarra

    Para isto que serve o imposto sindical.

    Curtir

  4. Ricardo Andreucci

    Puxa, haja mortadela e pixuleco para esses militantes todos !! O sindicato deve estar financiando tudo.

    Curtir

  5. Social Democrata Nem Direita Nem Esquerda

    Tudo bancado com nosso dinheiro que vai para a contribuição sindical. Vergonha! A Gleisi Hoffman não deveria estar no Senado TRABALHANDO?

    Curtir

  6. João Alberto Pinho

    Com a crise editorial às vendas da revista veja despencaram e para contribuir com o enterro veio os comentários do Reinaldo Azevedo que afugenta os leitores…..

    Curtir

  7. paulo henrique

    Tenho fé: UM DIA DEIXAREMOS DE SUSTENTAR ESSA RAÇA. BANDO DE VAGABUNDOS.

    Curtir

  8. Veja xucra! Veja Petista! Não publica? COMUNISTA!

    Curtir

  9. Fernando Stecca

    Cambada de ignorantes sem educação!! frutos do sistema petralha de comandar o país!!

    Curtir

  10. André Carioca

    Tudo gado marcado…Não sei se sinto pena ou desprezo ???

    Curtir