Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Para Olimpíada, inspeção nos aeroportos será reforçada

A partir desta segunda-feira, 18, a Anac vai endurecer as regras para revista de bagagens e passageiros nos voos domésticos

Se você pretende viajar de avião nos próximos dias, prepare-se: a partir desta segunda-feira, 18, os brasileiros que utilizarem aeroportos passarão a sentir os efeitos do aperto na política de segurança em razão das Olimpíadas. A poucos dias do início dos jogos, a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) vai reforçar a fiscalização nos voos domésticos. De acordo com a Anac, a segurança do transporte aéreo envolve procedimentos como revista de passageiros para o acesso às áreas restritas dos aeroportos – áreas de embarque, pista e aeronaves – e a inspeção de bagagens. Porém, a agência ressalta que a medida não tem ligação com as Olimpíadas ou qualquer outro fato externo – e não tem prazo para terminar. “Esses procedimentos de segurança são adotados e padronizados internacionalmente”, segundo a nota.

Todos os passageiros estarão sujeitos a passar por revista física feita por um agente do mesmo sexo, independentemente do disparo do alarme do equipamento de raio-X. A agência explica que a revista poderá ocorrer em local público ou reservado, a critério do passageiro e do agente, e com presença de testemunha.

Também será exigida a retirada de computador portátil e de outros dispositivos eletrônicos do interior de malas e mochilas transportadas nas bagagens de mão. Atualmente, a medida é adotada somente para voos internacionais.

A inspeção manual aleatória de pertences de mão no momento da passagem pelo equipamento de raio-X também poderá ser solicitada. Neste caso, informa a Anac, os passageiros deverão abrir suas bagagens de mão para inspeção pelo agente. Em caso de recusa, o passageiro será proibido de acessar a área de embarque.

Nem mesmo crianças ficarão livres da inspeção. Contudo, a agência afirma que “a idade mínima é uma informação reservada, por questões de segurança.” Os passageiros com necessidade de assistência especial também serão inspecionados.

A Anac recomenda aos passageiros que se apresentem com 1h30 de antecedência do horário da partida, em caso de voo nacional.

(com Estadão Conteúdo)