Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Amigos do skatista Rafael Mascarenhas fazem homenagem no local onde jovem foi atropelado

Cissa Guimarães e Raul Mascarenhas emocionam manifestantes com agradecimento ao filho. João Velho quer que túnel tenha o nome do irmão

“Quero que todos saibam que ele está aqui abençoando esse momento lindo. Ele não era só meu. Ele era do mundo. Muito obrigada. Eu estou muito feliz com tudo isso”, disse Cissa Guimarães

Amigos do jovem Rafael Mascarenhas, atropelado no Túnel Acústico no último dia 20, reuniram-se no local na madrugada desta quinta-feira para uma homenagem ao músico. A atriz Cissa Guimarães, mãe de Rafael, fez um agradecimento ao filho e um desabafo emocionado. “Isso tudo é para você, meu filho”, disse a atriz, depois de escrever, dentro de um coração pintado no muro do túnel, a frase “Obrigada, Rafael”.

Mesmo muito abalada, a atriz se esforçou para demonstrar reação e, abraçada pelo ex-marido chegou a sorrir ao ver uma faixa em homenagem ao filho na qual estava escrito “Anjo Rafael = amor”. Cerca de 200 jovens acompanharam Cissa e a família. Em um dos momentos mais emocionantes, a atriz gritou o nome do filho, que ecoou pelo túnel. O local, como no dia da tragéria, estava interditado pela CET-Rio para manutenção.

Cissa depositou um vaso de violetas no ponto em que os amigos, Luís Quinderé e João Pedro Gonçalves, que andavam de sakate com Rafael Mascarenhas na noite do acidente, indicaram ser o exato local do atropelamento.

“Agradeço por ele. Tudo aqui é para ele e não para mim. Eu quero que todos saibam que ele está aqui abençoando esse momento lindo. Ele não era só meu. Ele era do mundo. Muito obrigada. Eu estou muito feliz com tudo isso”, disse a atriz.

Raul Mascarenhas, que tocou saxofone e foi aplaudido pelos manifestantes, também se disse aliviado com a reunião promovida pelos amigos do filho. “É contraditório o que eu vou dizer, mas eu estou triste e feliz com toda essa homenagem”, afirmou. Sobre o atropelamento e a desastrosa ação dos policias militares acusados de extorsão para encobrir provas do atropelamento, o músico foi taxativo: “Eu quero que a justiça seja feita e que a morte de Rafa não tenha sido em vão”.

Cissa Guimarães permaneceu no local até as 4h. Depois disso, skatistas realizaram manobras dentro do túnel e músicos, grafiteiros e amigos da família se retiraram aos poucos, até a reabertura do túnel, às 4h50. João Velho, irmão de Rafael, afirmou que pedirá à Prefeitura do Rio para mudar o nome do Túnel Acústico para Túnel Rafael Mascarenhas.