Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Alvaro Dias aciona OEA por senador boliviano abrigado em embaixada do Brasil

Roger Pinto Molina obteve asilo do governo brasileiro há um ano, mas não consegue autorização da Bolívia para deixar o país

O senador Alvaro Dias (PSDB-PR) apresentou nesta terça-feira à Organização dos Estados Americanos (OEA) um requerimento em favor do senador boliviano Roger Pinto Molina, que está abrigado na embaixada brasileira na Bolívia há um ano, desde 28 de maio de 2012.

Roger, que é perseguido pelo regime do presidente Evo Morales, busca um salvo-conduto para que possa se dirigir a um aeroporto e embarcar rumo ao Brasil. Mas o governo boliviano se nega a conceder a solicitação. Alvaro Dias afirma que a postura do governo Dilma Rousseff no episódio é dúbia.

O Brasil concedeu asilo diplomático ao senador em 28 de maio, mas, sem a autorização do governo da Bolívia, Roger Pinto Molina não pode deixar o país. “O governo brasileiro afrouxou. Aquilo é uma prisão”, diz Alvaro Dias.

Roger Pinto Molina foi líder da oposição boliviana. Ele é autor de várias denúncias contra o governo e o Judiciário do país. Uma das acusações feitas pelo parlamentar é de que agentes do governo se aliaram a narcotraficantes.

O pedido de Alvaro Dias cita o presidente Evo Morales, a ministra de Transparência, Nardi Suxo Iturri e o juiz Ponciano Ruiz como responsáveis pelo desrespeito às normas internacionais que garantem o direito a asilo político. A família do parlamentar boliviano aguarda Molina no Acre.

Leia também:

Censura boliviana tenta reprimir imprensa brasileira

VEJA: A república da cocaína