Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Agressor de paisagista não tem problemas psiquiátricos, apontam exames

Vinícius Serra, de 27 anos, teve alta do hospital penal psiquiátrico e será transferido para uma unidade prisional normal

Exames realizados no estudante de Direito Vinícius Serra, de 27 anos, que espancou a paisagista Elaine Caparroz, de 55 anos, por quatro horas, não revelaram problemas psiquiátricos. Em nota, a Secretaria de Estado de Administração Penitenciário do Rio de Janeiro (Seap-RJ) afirmou que não foi constatada “alteração do quadro clínico psicopatológico” do agressor. 

Vinícius Serra recebeu alta do Hospital Penal Psiquiátrico Roberto Medeiros, onde estava internado, no início da tarde desta quinta-feira 27. Ele será transferido para uma unidade prisional normal.

Elaine Caparroz prestou depoimento à polícia na segunda-feira, 25. Na saída da delegacia, ela pediu justiça. “Espero que a Justiça ratifique esse trabalho que foi feito porque estou tendo oportunidade de expor tudo o que passei, contando com a ajuda de todos, mas muitas mulheres não tiveram essa oportunidade. Espero de coração que isso mude no Brasil e que a Justiça possa dar uma atenção maior, para que a gente possa combater esse tipo de crime e evitar que esses delinquentes fiquem soltos e não paguem, que tenham penas mais rígidas. Não adianta nada você denunciar e depois eles saem, com convívio normal, e depois voltem a cometer novos crimes”, disse a paisagista.

Adriana Belém, delegada titular na 16ª DP, disse que há possibilidade de o agressor ter agido por vingança: “Ele [o agressor] solicitou a amizade dela no Instagram quando o filho, que mora fora do país, postou uma foto com ela. Ela ganhou muitos seguidores e, a partir daí, esse contato começou, em julho”.

Em entrevista ao Fantástico, Elaine disse ter certeza de que foi dopada antes da agressão, ocorrida em 16 de fevereiro. “Eu não acho. Eu tenho certeza, certeza absoluta”, disse ao ser questionada se algo foi colocado em sua bebida. Ela declarou ter estranhado ao saber do porteiro que o estudante havia se identificado com um nome falso ao entrar no prédio e que seu comportamento ao longo da noite a deixou preocupada – como pedir para assistir a um filme de terror e perguntar sua opinião sobre um amigo que queria “cometer uma vingança”.

Confira abaixo a íntegra do documento:

A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), informa que o interno Vinicius Batista Serra recebeu alta do Hospital Penal Psiquiátrico Roberto Medeiros no início da tarde de hoje, 27 de Fevereiro.

A Seap informa ainda que o interno ficou acautelado na Unidade Prisional em observação médica, onde hoje, após última avaliação Psiquiátrica foi constatado estabilidade no quadro médico. Além disso, após resultados dos exames feitos durante a internação, não houve alteração do quadro clínico psicopatológico.

A Seap ressalta que o interno será transferido para uma Unidade Prisional normal.

Por medidas de segurança a Seap não divulga dados sobre transferências de internos.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Paulo Bandarra

    Duvido.

    Curtir

  2. Paulo Bandarra

    Poder responder, mas normal não faz isto.

    Curtir