Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Afeganistão e Paquistão investigarão crime que interrompeu processo de paz

Istambul, 1 nov (EFE).- Afeganistão e Paquistão concordaram nesta terça-feira em cooperarem na investigação do assassinato do ex-presidente afegão e chefe das negociações de paz com o talibã, Burhanuddin Rabbani.

O anúncio da decisão foi feita pelos presidentes da Turquia, Abdullah Gül; do Afeganistão, Hamid Karzai; e do Paquistão, Asif Ali Zardari; em entrevista coletiva no Palácio de Ciragan, em Istambul, no fim da cúpula trilateral organizada pelo governo turco.

Embora não tenham detalhado os compromissos do acordo, o chefe de estado da Turquia disse que os serviços secretos de ambos os países irão compartilhar informações sobre o crime cometido em setembro.

O assassinato de Rabbani interrompeu o diálogo iniciado pelas autoridades de Cabul com o Talibã. O presidente do Afeganistão afirmou que o acordo foi o principal resultado alcançado na cúpula. Karzai disse ainda que espera que a cooperação dê resultados e que a morte do ex-presidente afegão foi um duro golpe no processo de paz.

Além disso, será criada uma comissão formada pelos ministros de Exteriores dos três países, que terá a missão de manter o diálogo alcançado durante o encontro trilateral.

Também foram formalizados acordos educacionais, militares, financeiros e na área de transporte. EFE