Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Acusada de pichar ‘Drummond’ é suspeita de homicídio

July Bernardes Vasconcellos Reis foi identificada pela polícia nesta quarta

A Polícia Civil do Rio identificou a mulher acusada de ajudar o comerciante Pablo Lucas Faria a pichar a estátua de Carlos Drummond de Andrade, em Copacabana, Zona Sul, na madrugada de 25 de dezembro. Trata-se de July Bernardes Vasconcellos Reis, de 29 anos, conhecida como Mel ou Ágata, que aparece ao lado de Farias nas imagens de câmeras de segurança.

Leia também:

Leia também: Acusado de pichar estátua de Drummond se apresenta à polícia

July Bernardes Vasconcellos Reis July Bernardes Vasconcellos Reis

July Bernardes Vasconcellos Reis (/)

Ela ainda não foi localizada, mas, segundo a polícia, é investigada em inquéritos policiais da 24ª DP (Piedade) e da 30ª DP (Marechal Hermes) por homicídio, tentativa de homicídio e lesão corporal.

O comerciante se apresentou à polícia na última segunda-feira e afirmou que havia conhecido Mel pela internet, dias antes, e não tinha nenhum contato com ela. No entanto, vizinhos de Farias afirmaram a policiais da 13ª DP (Ipanema) que a mulher morava com ele e apresentava-se como namorada do comerciante.

Familiares de July disseram à polícia que não têm contato com ela há anos, mas que a reconheceram quando viram as imagens da pichação na TV. Policiais estão à procura de July em locais que ela costura frequentar, no Rio.

(Com Estadão Conteúdo)