Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

A aliados, Dilma diz que se sente ‘segura’ para depoimento

Presidente afastada conversou com senadores por telefone neste domingo e agradeceu apoio durante processo de impeachment

Durante reunião da oposição na casa da senadora Lídice da Mata (PSB-BA), neste domingo, a presidente afastada Dilma Rousseff agradeceu e parabenizou os aliados pela atuação no processo de impeachment. A conversa ocorreu no viva-voz, por meio do telefone da senadora Gleisi Hoffman (PT-PR), que ligou diretamente para a presidente. Dilma está reunida com a senadora Kátia Abreu (PMDB-TO). Ao ser questionada pelos parlamentares se ela está confiante para o interrogatório desta segunda-feira no Senado, Dilma disse que se sente “segura”.

Os senadores aproveitaram para desejar boa sorte à petista. A ligação durou cerca de dez minutos. Ela afirmou que não pensou sobre um prazo para encerrar o interrogatório de amanhã, mas avaliou que o assunto deve “se esgotar até o momento que for necessário”, mesmo que a sessão se estenda até a manhã de terça-feira.

LEIA TAMBÉM:
Lula vai a Brasília para se reunir com Dilma antes de depoimento
Senadores ‘não aceitarão provocações’ durante defesa de Dilma

Entre os presentes no encontro estão os senadores Lindbergh Farias (PT-RJ), Jorge Vianna (PT- AC), Vanessa Grazziotin (PCdoB – AM), Paulo Paim (PT-RS), Humberto Costa (PT-PE), Randolfe Rodrigues (Rede – AP) e Lídice da Mata. Eles se reuniram para afinar a estratégia que vão adotar no interrogatório da presidente afastada. Antes das perguntas dos parlamentares, Dilma terá 30 minutos para fazer a sua defesa no plenário.

Segundo os aliados, a presidente afastada deve aproveitar o momento fazer uma retrospectiva e mostrar indicadores de sua gestão, falar sobre a ideia de um plebiscito para convocar novas eleições e também declarar que está em curso um golpe parlamentar. O tom deve ser mais político do que técnico.

Dilma se reuniu com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no final da tarde deste domingo no Palácio da Alvorada para conversar sobre sua defesa. Lula deve acompanhar a presidente afastada no Senado nesta segunda.

(Com Estadão Conteúdo)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Luiz Renato Fogagnolo

    Só gente finíssima nessa reunião, não? kkkkkkkkk

    Curtir

  2. Magali Abreu

    eu se fosse os senadores ,faria cara de paisagem quando ele tivesse falando e simplesmente na hora do interrogatorio diria sem perguntas Para que fazer palco para essa maluca,ouseria elhor cinica?

    Curtir

  3. Marco Alves Monteiro

    A cara dos dois na foto, suas fisionomias, ilustram bem o clima de vitória, confiança e otimismo…[sarcasmo intencional].

    Curtir

  4. Ali é julgamento, não palco político. ela é RÉ.!

    Curtir