Clique e assine a partir de 9,90/mês

394 urnas já foram substituídas, segundo o TSE

Por Da Redação - 26 out 2008, 15h29

De acordo com o balanço divulgado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na tarde deste domingo, 394 urnas foram substituídas, do total de 77.901 em uso nas 30 cidades brasileiras em que ocorre o segundo turno das eleições municipais. Ao total, são onze capitais que ainda não escolheram seus prefeitos. Segundo o TSE, 27.166.643 pessoas estão aptas a votar, o equivalente a 21,09% do eleitorado brasileiro.

A cidade do Rio de Janeiro é a campeã em substituição de urnas � 82 precisaram ser trocadas. São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, onde 42 urnas já foram trocadas, detém o segundo maior número de ocorrências do tipo. A capital gaúcha Porto Alegre registra 36 substituições e a cidade de São Paulo, 30. Apenas em uma seção eleitoral no bairro carioca do Jardim Botânico os eleitores precisaram utilizar cédulas de papel.

O TSE já registra também 381 ocorrências policiais neste domingo, com 291 prisões, seis delas na cidade de Benedito Leite, no Maranhão, a única a promover o primeiro turno neste domingo. A eleição do dia 5 foi cancelada pela Justiça Eleitoral na cidade por conta de uma manifestação que acabou com urnas incendiadas e um juiz local preso pelos criminosos. Neste domingo, cinco pessoas foram presas e uma adolescente de 17 anos foi detida sob a acusação de compra e venda de votos na cidade. Em Canoas, no Rio Grande do Sul, o TSE registra 200 prisões.

O horário de votação será entre 8 e 17 horas e quem ainda estiver na fila às 17 horas receberá uma senha para votar. O voto é obrigatório para pessoas entre 18 e 70 anos. Para votar, é preciso levar o título de eleitor ou um documento oficial com foto, como carteira de identidade ou motorista. Assim como no primeiro turno, continua vedada a utilização de celulares e câmeras na cabine.

Publicidade